Jogador de Counter-Strike é banido por mil anos após mensagens sexuais

Dono da conta "Bloominator" chegou a dizer que não ligava em ser pedófilo, em mensagem enviada a jogadora de 15 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/02/2017 19:18 / atualizado em 09/02/2017 12:15

Counter-Strike/Divulgação

Um jogador profissional de Counter-Strike foi banido por mil anos após enviar mensagens com conteúdo sexual para uma adolescente de 15 anos. Em uma delas, o jogador disse: "Eu apenas não ligo em ser pedófilo".

Reece Bloom, dono da conta "Bloominator", também enviou fotos de partes do corpo para a jogadora e insistiu nas mensagens abusivas. "Alguns diriam que é estupro, mas nós dois sabemos que você quer", insinuou Bloom.
 
 
O banimento de 365 mil dias do perfil de Bloom é a maior punição da história de Counter-Strike. Para se justificar, o jogador postou um pedido de desculpas no Twitter, em que assumiu ter feito uma coisa "incrivelmente estúpida" e pediu que o "ódio" dos internautas se concentrasse apenas nele, e que não atacassem seus amigos e sua antiga equipe. "Eu espero que as pessoas possam me desculpar, mas eu compreendo se não quiserem", acrescenta.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.