Projeto ensina programação a adolescentes com jogo da Mulher Maravilha

Outros filmes também fazem parte da iniciativa do Google

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/06/2017 15:23 / atualizado em 05/06/2017 20:48

Reprodução
 

 

Uma iniciativa do Google vem ajudando garotas a se aventurarem no mundo da arte em programação de um jeito divertido: o Made with Code. Lançado em 2014,  o projeto usa jogos para ensinar a linguagem de computador para meninas dos ensinos fundamental e médio. O mais novo projeto do site é um jogo interativo da Mulher Maravilha. Cada etapa introduz conceitos fundamentais para a programação, como sequências, variáveis e loops (repetições).


O usuário precisa usar essas ideias para ajudar a heroína Diana Prince a lutar contra os inimigos.

 

Leia mais notícias em Tecnologia 

 

Outros projetos do Made with Code incluem desenhar o esquema de luz em um vestido de alta-costura com lanternas de LED, "mixar" uma música e criar gifs. Além de Mulher Maravilha, os filmes Estrelas além do tempo (2016) e Divertida Mente (2015) também viraram jogos.

 

Segundo o site, apenas 0,4% das estudantes de ensino médio pretendem cursar ciência da computação na universidade. Além disso, uma pesquisa do Google, publicada em 2014, mostra que o apoio de adultos e amigos é a principal motivação para a decisão de uma jovem a seguir carreira nesta área.

 

O Made with Code afirma que o projeto começou porque cada vez mais a tecnologia está presente no cotidiano, "mas as mulheres não são representadas nos papéis que fazem a tecnologia realidade". 

 

Todo o conteúdo do site está em inglês. 

 

Mulher Maravilha

O primeiro filme da super-heroína da DC Comics estreou neste final de semana com grandes elogios do público e dos críticos de cinema. Até agora, já arrecadou US$ 225,5 milhões em todo o mundo. Por enquanto, já é o 18º filme mais assistido do ano. 

 

* Estagiária sob supervisão de Anderson Costolli 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.