Mistério 'hight tech': o Facebook vai criar um smartphone?

Uma unidade do Facebook voltada para hardwares apresentou em janeiro um pedido de patente de um misterioso "dispositivo eletromecânico modular" que poderia ter caixas de som, câmeras, microfones, touchscreens e telas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/07/2017 16:51

O Facebook pode estar criando um smartphone, de acordo com um documento recentemente encontrado por detetives virtuais que a empresa registrou no começo deste ano.
 
 
Uma unidade do Facebook voltada para hardwares apresentou em janeiro um pedido de patente de um misterioso "dispositivo eletromecânico modular" que poderia ter caixas de som, câmeras, microfones, touchscreens e telas.

"O usuário pode mudar a funcionalidade do dispositivo eletromecânico modular baseado nos diversos módulos funcionais conectados", afirma o resumo do documento enigmático, arquivado no registro oficial de patentes dos Estados Unidos. 

A especulação de que a rede social tentaria capitalizar sua popularidade criando seu próprio smartphone circula há anos. 

O Facebook desmentiu constantemente os rumores e se recusou a comentar esta matéria. 

A equipe de hardwares do Facebook é liderada por Regina Dugan, ex-diretora da Agência de Projetos de Pesquisa Avançada em Defesa (Darpa), a agência americana responsável por identificar e financiar avanços tecnológicos para segurança nacional.  

Dugan já havia liderado projetos de tecnologia avançada na Google, que andou às voltas com um projeto de telefones modulares chamado Ara. A empresa testou o Ara, mas abandonou o projeto no ano passado. 

Em abril, o Facebook lançou a missão de sincronizar as câmeras dos smartphones com apps de realidade aumentada, focando no aparelho que as pessoas já têm em mãos, em vez de esperar por tecnologias mais avançadas, como óculos e "gears". 

Num evento no Vale do Silício, o CEO Mark Zuckerberg disse que as câmeras de smartphones são uma plataforma inicial promissora para aplicativos de realidade aumentada adaptados para sincronizar com a rede social. 

"Estou confiante de que nós vamos impulsionar essa plataforma de realidade aumentada", afirmou Zuckerberg. "Vamos fazer da câmera a primeira plataforma de realidade aumentada popular".
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.