Junho é uma festa só: descubra o são-joão em vários cantos do Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/06/2015 15:30 / atualizado em 11/06/2015 15:52

Taís Braga

Agencia Enfoco/Divulgação

São três santos juninos,
cada qual com seu jeitão.
Um é o casamenteiro,
é o que chega primeiro.
Padroeiro dos namorados,
Santo Antônio é adorado
pelas moças solteiras
em busca de um marido
pra viver a vida inteira.
Ele é o que traz fartura
e também é invocado
para achar o que perderam.

O segundo é o festeiro,
protetor dos casados
e também dos enfermos.
No dia do seu nascimento
tem muita dança e forró,
mastro, quadrilha e fogueiras.
E também se soltam fogos,
“pra acordar São João”,
pois reza a lenda que ele dorme,
no dia do aniversário,
para não ficar tentado
e descer aqui pro chão.

Guardião das portas do céu,
São Pedro é o protetor
das viúvas e dos pescadores.
Ele é o dono das chaves,
das que abrem os portões
e das que fecham as comemorações
que o mês de junho tem.
Nesse dia, os devotos,
cansados de tanta festa,
roubam o mastro de São João
e só devolvem depois,
no fim de semana que vem.
Dos três santos, Pedro é o mais sério,
que dá segurança a toda a gente.
Se Antônio abre o caminho,
no comecinho do mês,
é no dia 29 que,
com certeza, se escolhe
o seu melhor pretendente.

 

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.