VOCÊ NO CB

Você no CB: confira dicas de leitoras em passeios sobre trilhos no Brasil

Conheça mais rotas turísticas feitas por trens no país. As sugestões são de três leitoras do Turismo, que participaram por e-mail ou pelas redes sociais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/07/2015 18:40 / atualizado em 13/07/2015 18:37

Laisa Queiroz /

Na semana passada, o Turismo divulgou uma reportagem sobre alguns dos principais trens turísticos que circulam pelo país. Na edição de hoje, você vai conhecer mais algumas rotas, indicadas pelas leitoras Carmen, Rebeka e Rachel, que enviaram relatos das viagens que fizeram por Minas Gerais, Paraná e Rio Grande do Sul. Confira!

Arquivo Pessoal

De Minas ao Paraná

Para a professora Rachel Oliveira, 39 anos, viajar de trem tem sabor de infância e o caderno de Turismo da semana passada fez ela reviver esses tempos. Durante anos, percorreu a estrada de ferro de Vitória (ES) a Minas, pois o pai era funcionário da Vale do Rio Doce, mantenedora do trecho. “Era sempre muito agradável, pois ele era o locutor e narrador da viagem e fazia muitas piadas, inventando nomes para as estações, como a da cocada telha, que vendia uma cocada do tamanho de uma telha de construção”, lembra Rachel.

Viajar é o que ela mais gosta de fazer na vida e, por ser taurina, “estar em terra é sinônimo de casa”. Por isso, viajar de trem é tão interessante, e Rachel já andou por trilhos da Europa, da África do Sul, da Argentina, do Canadá e dos Estados Unidos. “A praticidade, a rapidez, a pontualidade e os preços dos bilhetes desse meio de transporte são o que fazem a diferença.” No Brasil, ultimamente, ela passou pela estrada de ferro que liga Curitiba a Morretes, no Paraná, e pela que vai de Ouro Preto a Mariana, em Minas Gerais.

“A de Morretes te leva a saborear o prato típico da cidade, quiçá do estado do Paraná, o barreado, que é uma delícia”, conta. “Uma pena que o Brasil, país de dimensões continentais e de geografia favorável à linha férrea, viva ainda um atraso nesse aspecto.”


Trem de Curitiba a Morretes
» Quem leva: Serra Verde Express
» Endereço: Av. Presidente Affonso Camargo, 330, Curitiba (PR)
» Tel: (41) 3888-3488
» Site: www.serraverdeexpress.com.br
» Preço: a partir de R$ 235 por pessoa. Inclui: traslado do hotel, almoço típido (barreado), tempo livre em Morretes, city tour em Antonina e guia especializado
» Horário: a partir das 7h da manhã nos locais combinados para o traslado
» Duração da viagem: o dia inteiro

Maria Fumaça Ouro Preto-Mariana
» Quem leva: Turismo Ouro Peto
» Endereço: Rua Nossa Senhora da Conceição, 91, Santo Antonio do Leite, Ouro Preto (MG)
» Telefone: (31) 8735-0363
» Site: www.turismoouropreto.com/maria-fumaca
» Preço: R$ 56 ida e volta, R$ 28 a meia; R$ 80 no vagão panorâmico, R$ 40 a meia
» Horários: Embarque em Ouro Preto: sexta e sábado às 10h e às 14h30 e domingo 10h, 13h30 e 16h30. Embarque em Mariana: sexta e sábado às 13h e às 16h e domingo11h30 e 15h.
» Duração da viagem: 1h


Arquivo Pessoal

Pela Serra Gaúcha

O destino tradicionalmente romântico foi escolhido pela universitária Rebeka Menezes, 22, para passar a segunda lua de mel com o marido. Um dos passeios favoritos do casal foi a viagem de trem que parte da estação de Bento Gonçalves. “É como uma volta no tempo, mostrando a cultura e os costumes dos italianos que habitam a região. Além disso, a paisagem vista da janela é maravilhosa, com muito verde.”

Passeio de Maria Fumaça
» Quem leva: Giordani Turismo
» Endereço: Rua 13 de Maio, 581, loja 109, Bento Gonçalves (RS)
» Tel: 54 3455 2788
» Site: giordaniturismo.tempsite.ws/mfumaca
» Preço: R$ 86 por pessoa na baixa temporada e R$ 89 em
julho, novembro, dezembro e janeiro. Maiores de 60 anos
têm 50% de desconto
» Horário: 14h
» Duração da viagem: 1h30




Trem das águas

Além do passeio de Maria Fumaça pelo Rio Grande do Sul, a aposentada Carmen Barreira, 55, já viajou com o marido, o também aposentado Cildo Peixoto, 77, pelos trilhos de São Lourenço (MG). “As duas têm boa estrutura, além de uma experiência cultural interessante: cantores de músicas típicas entram para animar os passageiros.”

Fora do Brasil, os países por onde os dois viajaram de trem foram foram Polônia, Hungria, Espanha, Alemanha, Portugal, Itália, Holanda, Bélgica, França, Áustria e Suíça. “Por lá, gosto muito da opção de trens noturnos, que agilizam a viagem”, diz.

Trem das Águas
» Quem leva: ABPF -Regional Sul Minas
» Endereço: Praça Ismael de Souza, nº 9, São Lourenço (MG)
» Tel: (35) 3332-3011.
» Site: abpfsuldeminas.com/trem-das-aguas
» Preço: R$ 50 na classe turística e R$ 65 na classe especial
(que conta com bancos estofados e degustação de produtos
locais, como queijos, doces e cachaças)
» Horário: sábado, às 10h e às 14h30; e domingo, às 10h
» Duração da viagem: duas horas

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.