Companhia cria lista com os livros mais esquecidos a bordo pelos clientes

Na British Airways, entre os meses de abril e julho de 2015, o título campeão foi Game of Thrones, de George R.R. Martin

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/08/2015 19:48 / atualizado em 06/08/2015 19:48

Air Asia/Divulgação
 

Em voos longos, é preciso arranjar algo para matar o tempo, enquanto você não chega ao destino. Fazem parte dos programas favoritos dos passageiros dormir, ver filmes e ler. Curiosa para entender um pouco mais sobre o perfil dos clientes, a British Airways divulgou uma lista com os livros mais esquecidos pelos viajantes dentro dos aviões.

 

A cada ano, cerca de 500 exemplares de papel e 1,4 mil kindles ficam para trás, nas aeronaves da companhia inglesa. A Bíblia representa 6% dos livros esquecidos. Mas na preferência dos viajantes, romances são o tipo mais comum encontrado nos voos (22%), seguido de thrillers policiais, didáticos, guias de viagens, não-ficção, negócios e economia.

 

Entre as biografias mais populares, estão a de Hillary Clinton, do piloto Lewis Hamilton e do jogador de tênis Roger Federer. O gênero menos encontrado a bordo, de acordo com o levantamento, é o chick lit, que inclui romances leves e divertidos.
 
Entre os meses de abril e julho deste ano, os títulos mais esquecidos foram, nesta ordem:
 
1 - Game of Thrones, de George R.R. Martin

2 - Cinquenta Tons de Cinza, de E.L. James

3 - A Garota no Trem, de Paula Hawkins

4 - Nós, de David Nicholls

5 - Garota Exemplar, de Gillian Flynn

6 - Escolhas Difíceis, de Hillary Clinton

7 - O Livro Negro, de Hilary Mantel

8 - Shotgun Lovesongs, de Nickolas Butler

9 - Inteligência Social, de Daniel Goleman

10 - Funny Girl, de Nick Hornby

 

Se você não tem boa memória e costuma esquecer livros por aí, a empresa indica que existe uma seleção de livros em áudio na área de entretenimento das aeronaves, para voos de longa distância. Entre os títulos que os clientes podem ouvir, estão clássicos como A Tale of Two Cities, de Charles Dickens, e The Children Act, de Ian McEwan.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.