SERVIÇO

Para estar sempre conectado, siga as dicas de uso da internet em aeroportos

Apesar de limitada, a internet gratuita disponibilizada pela maioria dos aeroportos brasileiros é uma boa forma de se distrair por alguns minutos. Após o fim do plano grátis, o passageiro pode comprar um dos pacotes disponíveis

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/09/2015 20:15 / atualizado em 14/09/2015 20:14

Daniel Ferreira/CB/D.A Press

Não existe nada pior do que passar horas em um aeroporto esperando pelo embarque ou por um voo que atrasou. Pior ainda é quando não se tem nada para fazer. Que tal matar este tempo livre conversando com alguns amigos ou atualizando a sua rede social favorita? Prepare o smartphone ou o tablet, porque o Turismo traz algumas dicas de como conseguir conexão wi-fi gratuita em aeroportos ao redor do Brasil.

Cadastre-se
Aeroportos como Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro, contam com o Linktel Wifi, que oferece até 30 minutos de acesso gratuito, mediante cadastro. Congonhas também concede 45 minutos para quem responder uma pesquisa da Infraero. Não é possível utilizar os dois serviços (o Turismo tentou). Após o término do tempo limite, o cliente é convidado a comprar um plano.

Mandic Magic/Reprodução

Acesso grátis

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) mantém um projeto para oferecer internet wi-fi gratuita em todos os 60 aeroportos administrados pela agência. O modelo, que existe desde 2011, quando o acesso foi disponibilizado nas salas de embarque das cidades-sede da Copa de 2014, teve instalação iniciada em julho deste ano em oito aeroportos espalhados pelo Brasil. Segundo informações da Infraero, a internet gratuita deve chegar aos aeroportos de Salvador e Manaus em setembro. As demais localidades administradas pela rede devem receber o serviço até o fim do ano.

Há algum tempo, passageiros podiam tirar um cartão de acesso, gratuitamente, no balcão de informações. Cada usuário tinha direito a apenas um cartão, que na maioria das vezes fornecia míseros 15 minutos de internet. Apesar de alguns aeroportos ainda utilizarem esse sistema, o acesso está bem mais fácil. O Aeroporto de Brasília, por exemplo, tem a conexão de maneira gratuita, ilimitada e livre para todos os visitantes. Basta ligar o wi-fi do aparelho, escolher a conexão do aeroporto e aproveitar.

Foursquare/Divulgação

Procure
Seu plano de dados já está no fim e você ainda não conseguiu o tão sonhado acesso? Não se preocupe. Usuários de redes sociais como o Swarm e o Foursquare  costumam compartilhar a senha das redes wi-fi de aeroportos e outros estabelecimentos públicos e privados. Acesse a página do local em qualquer uma das duas redes e comece a ler as dicas deixadas por outros usuários.

O aplicativo Mandic Magic também pode ser de grande ajuda na procura. A rede social reúne mais de 1,3 milhão de senhas de conexões wi-fi espalhadas pelo mundo. Com mais de 12 milhões de usuários, o software tem uma dinâmica muito simples: basta localizar a rede mais próxima, ver a senha e se conectar.

 

Com informações de Álef Calado

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.