RIO 2016

Destinos a menos de mil quilômetros de Brasília para visitar nas Olimpíadas

A tocha olímpica pernoitará em 83 cidades brasileiras até a abertura dos jogos. Mas você não precisa ir longe para acompanhá-la. Muitos destinos próximos a Brasília receberão o símbolo e são recheados de opções de cultura e lazer

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/12/2015 13:00 / atualizado em 10/12/2015 18:19

Paulo Giovanni/Goiás Turismo/Divulgação
 

Há muitas maneiras de descobrir o Brasil, e os Jogos Olímpicos de 2016 vêm para apresentar mais uma. Até a abertura do evento, em 6 de agosto, a Tocha Olímpica passará por 300 cidades, de norte a sul, e pernoitará em 83 delas. A boa notícia é que as capitais não foram as únicas contempladas: muitos municípios pequenos, do interior, vão entrar na mira dos turistas — é justamente essa a aposta do Ministério do Turismo para divulgar as belezas, a diversidade e as inúmeras opções de roteiros.

Se você quer acompanhar a rota a ser percorrida pela tocha, mas não pode ir longe por falta de tempo ou não quer gastar muito, a dica é pegar a estrada. Muitos desses destinos são próximos a Brasília e ficam a menos de mil quilômetros de distância da capital — alguns, a poucas horas de carro. Saiba quais são as melhores atrações em Goiás, São Paulo, Minas Gerais e Tocantins. Aproveite a passagem da chama e conheça mais um pouco do interior do país.

155km
Anápolis (GO)

Refúgio para goianos e brasilienses, a cidade de 325 mil habitantes é bastante frequentada nos fins de semana, pela proximidade das duas capitais. Anápolis é cheia de praças e parques. No Parque da Juventude Senador Onofre Quinan, trilhas, cascatas e cavernas atendem ao público que gosta de ecoturismo. No Parque JK, um grande lago é muito utilizado para esportes náuticos pela população, e uma pista de skate atrai os mais jovens. Vale provar tradicionais pratos do estado na visita, como o empadão goiano e o arroz com pequi (para quem gosta da fruta exótica), além das famosas pizzas do município. Panelinha (Av. Dom Prudêncio, 78), Chão Goiano (R. Sen. Sócrates Mardochen Diniz, 118) e Casa Oliva (Rua Vespasiano Batista, 151) são boas opções.

Sílvio Quirino/Goiás Turismo/Divulgação

207km
Goiânia (GO)

Se você gosta de parques, conheça o Vaca Brava, com 80 mil metros quadrados de área, ideal para piqueniques e jogging, e o Bosque dos Buritis, que armazena o Monumento da Paz, uma obra feita por Siron Franco, uma ampulheta que contém terra de vários países, no intuito de união entre os povos. A capital goiana é excelente para fazer compras. Passar pela Feira da Lua (aos sábados, na Praça Tamandaré) é um clássico: roupas, calçados e a boa gastronomia de Goiás estão por lá. A Feira Hippie (instalada na antiga estação ferroviária aos domingos) também é uma boa pedida. Quem viaja com as crianças (ou não) pode conhecer o Planetário (Avenida Contorno, 900). E os que gostam de exposições, não podem perder o Museu Estadual Professor Zoroastro Artiaga, com acervo de documentos históricos, artefatos indígenas, arte sacra e popular.

 Manuel Vasconcelos/Goiás Turismo/ Divulgação

305km
Caldas Novas (GO)

Famosa pelas águas quentes, a cidade destaca-se pela estrutura dos hotéis. Em locais como os da rede diRoma, há piscinas com brinquedos para as crianças, bares molhados para os adultos e bons restaurantes. O Hot Park, em Rio Quente, a 31km de Caldas Novas, é visita obrigatória. O rio corrente, a piscina de ondas (chamada Praia do Cerrado, com areia branca e coqueiros) e os toboáguas radicais são destaques. Também dá para fazer mergulho e tirolesa e curtir vários shows. Quem prefere mais contato com a natureza pode visitar o Parque Estadual Serra de Caldas, com trilhas, cachoeiras e mirantes, ou o Lago de Corumbá, com caiaque, jet-ski e lancha entre os atrativos. Na Casa Maria (Av. Santo Amaro, 1000), há licores e doces para levar de recordação da viagem.

Fenamilho/Divulgação

536km
Patos de Minas (MG)

Vá até a cidade no mês de maio. É quando ocorre a Feira Nacional do Milho (Fenamilho), um evento animado, com show, artesanatos e, claro, pratos derivados do grão que é a estrela da festa, com destaque para as pamonhas recheadas — encontradas ao longo do ano na BR-354.O turismo rural também é destaque na região. Na Destilaria Maison Leblon (BR-365, Km 414,5), há um tour de quatro horas para conhecer o preparo da cachaça premium Leblon, do corte de cana ao engarrafamento, e termina com um happy hour de caipirinhas à vontade e caldo de cana. Ainda é possível agendar um almoço.

Ribeirão Preto Imobiliária/Divulgação

696km
Ribeirão Preto (SP)

Com mais de meio milhão de habitantes, essa é a combinação perfeita entre cidade grande (com boas opções culturais e de lazer) e o interior (nada é muito longe e há pouco engarrafamento). Localizado dentro do câmpus da Universidade de São Paulo (USP), na Avenida Professor Dr. Zeferino Vaz, S/N, há o Museu do Café, considerado o mais importante do estado sobre o grão. No mesmo lugar, também fica o Museu de Arte de Ribeirão Preto (MARP), aberto de terça a sexta. Por fim, vá à famosa choperia Pinguim (Rua General Osório, 389), localizada em um edifício histórico e que existe desde 1937. Além de tomar um bom chope, você pode levar vários suvenires para casa.

Fernando Ferreira/Divulgação

804km
Palmas (TO)

Fundada em maio de 1989, a capital é a última cidade brasileira totalmente planejada no século 20. Para os brasilienses, acostumados à geografia cartesiana, dá para se sentir em casa — a Feira 304 Sul parece de Brasília, mas  está em Palmas, e tem artesanato de capim dourado, frutas do cerrado, doces de buritis e paçoca salgada. Visite o Memorial Luís Carlos Prestes, projetado por Niemeyer, com objetos do líder comunista. Aos ecoturistas, vale conhecer as cachoeiras Roncadeira (1,5km de trilha) e Sambaíba (11km de estrada de terra), e as praias de rio, como a Graciosa, com boa gastronomia às margens. A cidade ainda é porta de entrada para a bela área do Jalapão.

Euler Junior/EM/D.A Press

836km
Itabira (MG)

Amantes da literatura nacional, uni-vos em Itabira. É na pequena cidade mineira que fica a casa onde o poeta Carlos Drummond de Andrade morou na infância e adolescência (Praça do Centenário, 137). Aberta para visita todos os dias da semana, tem ambientes inspirados nos poemas do escritor. No alto do Pico do Amor há, ainda, o memorial, projetado por Oscar Niemeyer, com uma bela vista do município. Já o roteiro do Museu de Território Caminhos Drummondianos percorre 45 placas espalhadas pelas ruas e propriedades, com poemas relacionados ao local onde estão afixadas — o serviço pode ser contratado no memorial e custa R$ 150 por grupos de até 50 pessoas. Não deixe de conhecer a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e a Cachoeira da Boa Vista.

TripAdvisor/Divulgação

904km
Bauru (SP)

Um aeroclube referência no país (que oferece passeios de planador), o Jardim Zoológico, o Parque Vitória Régia e o Calçadão da Batista (para compras) fazem parte do roteiro no destino paulista. Mas a gastronomia de rua da cidade merece mais atenção. Não saia de lá sem provar o famoso bauru — que, ao contrário do que muita gente pensa, é um sanduíche complexo: leva pão francês sem miolo, rosbife, queijo derretido em banho maria, tomate e picles. A receita original é vendida no Skinão (Rua Rio Branco, 2306). Outra iguaria que você não vai se arrepender de provar são os churros Oba-Oba, localizados em um trailer na Praça da Paz. Eles são enormes e deliciosos.

Privilege/Divulgação

991km
Juiz de Fora (MG)

Uma das mais recentes atrações, de 2005, já se tornou uma das mais relevantes: o Museu de Arte Moderna Murilo Mendes. O acervo pertencia ao poeta, nascido em Juiz de Fora em 1901, e há exposições temporárias que já contaram com nomes como Portinari, Picasso e Miró. O museu mais antigo é o Mariano Procópio, com um casarão de 1861, outro de 1922 e os jardins. O Cine-Theatro também chama a atenção por sua ornamentação interna suntuosa. A vida noturna é outro ponto forte da cidade. Os bares do Bairro Alto dos Passos são os mais concorridos. Para shows, vá ao Cultural Bar; se você prefere balada, uma das maiores boates do país, a Privilège, fica por lá. O concurso Miss Brasil Gay é um dos eventos mais concorridos, e ocorre durante a Parada Gay.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.