Adeus ano velho, bem-vindo 2016! Festas de fogos para iluminar o ano-novo

É hora de festejar a chegada de 2016. Conheça as cidades brasileiras que capricharam no repertório: música, alegria e a tradicional queima de fogos darão um show na virada. E o melhor: de graça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/12/2015 20:00 / atualizado em 16/12/2015 18:56

 

Alex Ribeiro/Divulgação - 31/12/14
 

Falta pouco para dizer adeus a 2015 e dar as boas-vindas a 2016. Se você ainda não decidiu onde vai brindar a chegada do próximo ano, mas pretende curtir esse momento em outra cidade, seja no Brasil seja em outro país, ainda dá tempo. Como restam poucos dias para planejar uma viagem e encaixá-la no orçamento, as atrações gratuitas são as mais indicadas. Outra opção é passar o ano-novo em um hotel de sua preferência e curtir a programação para a data.

As festas gratuitas atraem multidões e garantem que o primeiro dia de janeiro chegue, além da imensa companhia, com muita música, fogos de artifício e, claro, fortes emoções. O melhor de tudo é que você só precisa gastar com hotel e transporte. A partir da segunda quinzena de dezembro, é de se esperar que as passagens aéreas fiquem mais caras. Mesmo assim, há pacotes de hospedagem que compensam o investimento — eles ainda estão disponíveis em agências de turismo a preços razoáveis.

Por ser um evento gratuito e completo, o réveillon de rua atrai um público heterogêneo. Por isso, precisa ser desfrutado com responsabilidade. Chegar cedo ao local para evitar tumultos é a primeira dica, que vem acompanhada da segunda: programe-se para voltar para casa. Cidades como o Rio de Janeiro, com tradição em receber multidões nesse tipo de evento, organizam compra e venda de bilhetes do metrô antes do dia da festa.

Caso queira levar crianças, vale a pena usar pulseiras de identificação com nome e telefone dos pais. Em meio ao champanhe e à cerveja gelada, não se esqueça de manter o corpo hidratado e beber bastante água. Assim, você aproveita a noite sem descuidar da saúde. Cuidar do local da festa, mantendo-o limpo, também é tarefa dos visitantes. Leve uma sacola para recolher o seu lixo e deixar o local limpo.

O céu salpicado de cores, muita música, e a energia de milhares de pessoas fazem das festas de rua as mais animadas para comemorar a chegada de 2016. Pronto para brindar a virada do ano? Agora é só escolher o destino de sua preferência e aproveitar os últimos segundos de 2015 em boa companhia. No Rio ou no Recife, confira as opções - de graça - para se divertir até o dia clarear.

 

Porto Alegre (RS)

Ricardo Giusti/Fotos públicas - 1/1/15
 

A cultura da cidade é fortemente influenciada pelos povos que se estabeleceram por lá ao longo do tempo, como alemães, italianos e portugueses, mas em 31 de dezembro, a música de abertura dos shows da virada será tupiniquim. A tradicional festa de réveillon de Porto Alegre começará às 20h, com o Grupo Show da escola Imperadores do Samba, vencedora do Carnaval 2015 na capital sul-rio-grandense.

Por causa das obras de revitalização da orla do lago Guaíba, onde a festa ocorreu no ano passado, o público vai brindar a chegada de 2016 na Avenida Edvaldo Pereira Paiva, conhecida como Beira Rio. O evento é gratuito e aberto a todos. A expectativa da Prefeitura de Porto Alegre é que 100 mil pessoas compareçam ao local e 500 mil assistam à queima dos fogos. Com a mudança de local, moradores da outra margem do Lago Guaíba e moradores das ilhas Pintada e Ilha Grande dos Marinheiros, por exemplo, poderão curtir o momento.

Além do samba, a música da última noite de 2015 promete agradar até aos mais ecléticos. O gaiteiro Renato Borghetti, um dos homenageados do Prêmio Açorianos de Música deste ano, vai dar um toque regional à noite, com seu estilo instrumental de raiz. Antes da meia-noite, a banda Chimarruts, formada em Porto Alegre, sobe ao palco e dá um show com referências de reggae, pop e rock.

Após a contagem regressiva para a chegada do ano novo, começa o espetáculo pirotécnico. Com duração aproximada de 15 minutos e queima de cinco toneladas de fogos de artifício, o show de luzes e cores é um dos mais longos do país. Depois de viver a emoção da virada, o público poderá curtir a madrugada em um baile conduzido pela Banda Vanera (também local, com estilo sertanejo). O encerramento está previsto para as 2h30 de 1º de janeiro.

 

Rio de Janeiro (RJ)

Fernando Maia/Riotur - 1/1/15
 

A cidade maravilhosa é conhecida por ter uma das festas de fim de ano mais famosas no mundo — o réveillon na praia de Copacabana. Desta vez, a cidade ficará ainda mais em evidência, porque será sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Conhecido mundialmente pelo samba e pelo carnaval, o Rio também comemora, durante a virada, o centenário do ritmo musical em grande estilo — serão 12 apresentações musicais, 16 minutos de queima de fogos posicionados em 11 balsas e aproximadamente 24 toneladas de fogos. A festa tem por tema “Rio Cidade Olímpica”, contará com uma apresentação teatral inédita e promete impressionar dois milhões de pessoas de diversas partes do planeta, além de dar início às comemorações dos jogos olímpicos, segundo a Riotur.

Em 31 de dezembro, o público estará diante de um palco principal com 65 metros de extensão. Nele, telas de projeção com luzes LED darão forma a um relógio digital gigante para marcar os primeiros segundos de 2016. Além da parte visual, 30 torres de som, com sistema especial de delay, vão garantir áudio de alta qualidade. Artistas como Jorge Ben Jor e Zeca Pagodinho estão confirmados, além da banda de folk Suricato, Dudu Nobre e Arlindo Cruz. Pela primeira vez, um show teatral fará parte das atrações do réveillon do Rio. SamBRA, o musical — 100 anos de samba será comandado por Diogo Nogueira e mostrará ao público as raízes e a história do ritmo.

Chegada a meia-noite, será o momento de olhar para o alto e assistir à queima de fogos de artifício — com os pés na areia, de preferência. Serão 16 minutos ininterruptos de cores e explosões no céu. Este ano, o destaque vai para o espírito olímpico, mas sem deixar de valorizar a paz e as boas vibrações. As cores utilizadas serão verde, laranja e violeta. Por fim, o público ouvirá o rufar de dois mil tambores. Nesse instante, o céu de Copacabana será iluminado com a cor branca.

Durante o espetáculo, não se ouvirá apenas explosões de fogos de artifício, mas também música. A trilha sonora foi desenvolvida especialmente para o momento pelos mesmos compositores da trilha das cerimônias olímpicas (Beto Villares e Antonio Pinto). Os sons e ritmos vão exaltar o espírito esportivo e a diversidade cultural e musical do país. O tema das músicas é variado — abrange desde os épicos até sucessos atuais, além de uma versão de baianá (ritmo musical alagoano) e trechos de Villa-Lobos.

 

Salvador (BA)

Alberto Coutinho/Gov da Bahia
 

Carnaval no réveillon — essa é a promessa da capital baiana para a virada do ano. Salvador é a segunda cidade mais procurada por brasileiros para passar os últimos segundos de um ano velho e os primeiros de outro, completamente novo. De acordo com uma pesquisa realizada pelo buscador de viagens Kayak, a cidade só fica atrás do Rio de Janeiro. Para quem gosta de festejos prolongados, é o destino perfeito: as comemorações começam em 28 de dezembro e só terminam em 1º de janeiro, com shows musicais de artistas de renome. Entre as novidades, um show piromusical (queima de fogos acompanhada de música) promete impressionar o público durante 16 minutos.

Alguns dos 300 artistas confirmados para conduzir a festa são: Jota Quest, Saulo, Capital Inicial, Timbalada, Wesley Safadão, Durval Lélys, Sorriso Maroto, Jorge e Mateus, Ivete Sangalo e O Rappa. Em 1º de janeiro, atrações locais entram em cena —Olodum, bloco afro do carnaval da cidade, e Daniela Mercury. A prefeitura municipal estima que 1,2 milhão de pessoas compareçam à Praça Cairu nos cinco dias de evento. Para um réveillon com essas dimensões, estrutura idem: postos de atendimento médico serão montados nos arredores da praça para atender emergências, linhas de ônibus que levam ao local serão ampliadas; e pontos de táxi ficarão em lugares estratégicos e bem sinalizados.

A Zona Azul, reservada para estacionamento de veículos, será estendida durante o período. Uma área reservada para food trucks com cardápios diversificados vai garantir a alimentação dos visitantes. Para os que precisarem ir ao banheiro durante a festa, sanitários químicos e climatizados estarão no local. O Elevador Lacerda, que liga a Cidade Alta à Cidade Baixa, vai funcionar gratuitamente — boa oportunidade para curtir o Pelourinho antes de ir para a Praça Cairu.

 

Recife (PE)

Andréa Rêgo Barros/Divulgação

Na capital de Pernambuco, a festa da virada vai reunir atrações locais, fogos de artifício e, claro, a animação do povo recifense. A cidade coleciona cartões-postais cheios de cultura, mar e história. O réveillon não fica de fora e se consagrou como mais um atrativo turístico. Na cidade, as comemorações são descentralizadas: estão presentes em vários bairros e convidam a população a comemorar a virada nos espaços públicos. Os polos serão o bairro do Pina, Acaiaca e a Lagoa do Araçá.

“Nosso réveillon vem se consagrando como uma importante tradição, fortalecendo a economia da cidade no fim de ano. O Recife voltou a atrair turistas de várias partes, elevando a ocupação hoteleira no período para níveis que beiram os 90%”, diz o secretário de Turismo e Lazer, Camilo Simões. Toda essa gente deve assistir à queima de mais de 12 toneladas de fogos na orla de Boa Viagem e na Lagoa do Araçá. Os artefatos serão distribuídos em duas balsas, que serão posicionadas em alto-mar: uma no Pina e outra nas imediações do Edifício Acaiaca. À meia-noite, os fogos serão acionados de uma só vez por meio de programação digital. O céu do Recife ficará iluminado e colorido durante cerca de 15 minutos.

Além dos nativos, moradores de São Paulo, Caruaru, Reino Unido, Suíça e França são esperados para o evento, que não será prejudicado nem pela crise. Segundo o Ministério do Turismo, sete em cada dez brasileiros pretendem viajar pelo Brasil nesse período. Recife está nos planos dos turistas: a cidade é a terceira mais procurada pelos internautas do Booking.com, um dos sites de reserva mais utilizados do mundo. A cidade fica atrás de São Paulo e Rio de Janeiro, apenas.

 

Com informações de Rafaella Panceri

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.