Ilhabela: a natureza faz seu show na cidade que é bela até no nome

Com cenários de tirar o fôlego, cidade que fica em São Paulo oferece aos visitantes lindas praias, vida cultural e riqueza gastronômica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 04/02/2016 13:00 / atualizado em 04/02/2016 12:34

Tata de Fiori/Flirck

As praias de águas cristalinas e o verde que circunda todo o município já seriam atrativos suficientes para colocar Ilhabela nos planos de viagem de quem quer curtir belas praias em terras brasileiras. A cidade é uma das estrelas do litoral norte paulista e oferece programas para quem gosta do contato com a natureza e para aqueles que não se desligam da vida urbana.

Há cachoeiras, riachos, trilhas e passeios de barco que levam a cenários exuberantes e preservados. Nos pontos históricos, as visitas revelam um pouco mais sobre a cultura caiçara e o desenvolvimento daquele pequeno paraíso. O clima de cidade, no entanto, é tranquilo, com charmosos cafés para sde sentar e apreciar a paisagem e bares e restaurantes que oferecem uma gastronomia rica e variada, sem contar os eventos que sempre agitam o destino.

A pequena Ilhabela tem população estimada em 32 mil habitantes, mas guarda seus superlativos para as atrações que encantam turistas brasileiros e estrangeiros. Cerca de 83% de sua área verde é preservada pelo parque estadual homônimo e sua costa tem 128 quilômetros com 42 praias ao gosto do freguês. As mais calmas são aquelas voltadas para o continente. Já as de mar aberto, ao leste, são mais selvagens e com grande vocação para a aventura. Mesmo as praias mais urbanizadas têm paisagens dignas de belos registros fotográficos, sobretudo ao pôr do sol.

O acesso à ilha se dá a partir de São Sebastião, de onde partem balsas a cada meia hora, e, após a travessia de cerca de 15 minutos, as primeiras impressões são de que naquele simpático lugarejo a vida realmente passa mais devagar. Afinal, para que pressa quando o convite é para contemplar o belo e relaxar? E tanto se o visitante seguir para o lado sul, como para o norte, terá como garantia se deparar com inúmeros cartões-postais.

Ilhabela Turismo/Divulgação

Praias imperdíveis
O receio de enfrentar muitos pernilongos borrachudos, daqueles que só são afastados mediante o uso contínuo de potentes repelentes, já não espanta mais os turistas. Na temporada de verão e também em feriados prolongados, o visitante pode ter dificuldade para estacionar o carro próximo às praias e para ser atendido sem filas em bares e restaurantes do destino turístico, mas nada que tire o encanto do lugar.

E como as praias são as principais atrações, vale programar bem o seu roteiro, pois algumas delas são imperdíveis. É o caso de Castelhanos e Bonete. A primeira, além de extensa e com águas claras — o que facilita a visualização até de golfinhos —, vez por outra, reserva surpresas ao turista como um rio e trilhas que levam à Cachoeira do Gato, onde o convite a um mergulho é irrecusável. O revezamento entre água doce e salgada faz do lugar ainda mais atrativo.

Bonete também tem cenários exuberantes. Se a água salgada cansar, do lado esquerdo há um rio onde é possível se banhar. Outro destaque é a comunidade caiçara, que atua como importante interlocutora na preservação daquele pedacinho de paraíso.

Para chegar a esses cartões-postais há alguns pré-requisitos: ter disposição e espírito de aventura. Isso porque o acesso a Castelhanos é feito apenas por barco, lancha ou veículos 4x4. Já para seguir para Bonete, as opções são ir de barco ou encarar a caminhada em uma trilha de cerca de quatro horas de duração. Vale saber que todo esforço será recompensado.

Ronald Kraag

Se o objetivo for mergulhar de snorkel ou com cilindro, o destino deve ser os arredores do Santuário Ecológico da Ilha das Cabras, que tem 1.500m de extensão e profundidade média de seis metros. Alí é possível encontrar boa variedade de peixes, além de corais, estrelas-do-mar e a estátua de Netuno, o Rei dos Mares, que está a sete metros de profundidade.

Já quem quer a badalação, as praias do Curral, da Feiticeira e do Saco da Capela são as mais indicadas. Em outras, como a Perequê e do Curral, é possível encontrar agências que oferecem passeios de caiaque, de jipe 4x4, de lancha, de escuna, mergulho, e até aulas de vela, stand up paddle, windsurfe e kitesurfe. Alternativas para todos os gostos e bolsos.

Além das opções constantes, o turista pode escolher as datas comemorativas, quando há grande movimentação de moradores e visitantes, para conhecer a ilha. Os eventos mais importantes do calendário são a Ilhabela Saling Week, que ocorre em julho e reúne velejadores de todo o mundo, e o Festival do Camarão, em agosto, que oferece atrações culturais e gastronômicas.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.