SÃO PAULO

É possível fazer diversos passeios em São Paulo sem gastar um centavo

De música a exposições a céu aberto, confira alguns roteiros gratuitos para um fim de semana em Sampa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/03/2016 17:15 / atualizado em 17/03/2016 17:48

Fernando Schuler/Reprodução
Para embarcar em uma viagem, é preciso planejamento prévio, que começa pela escolha do lugar, tempo de estadia, hotel, passagens etc. Mas, muitas vezes, o item mais importante é o gasto na viagem. Tudo precisa ser colocado na ponta do lápis. É preciso reservar uma quantia para translado, alimentação e passeios. Alguns podem ser feitos de graça, como a visita à Pinacoteca (foto), um dos museus mais importantes do Brasil, com oito mil obras.
 
Para você seguir viagem e ainda economizar, o Turismo montou uma agenda cultural gratuita para um fim de semana em São Paulo, uma das capitais mais visitadas do Brasil. Em muitos casos, dá para ir a pé de um local para o outro. E se a distância for um pouco maior, metrô e ônibus podem ajudar. Então, arrume as malas e siga esse circuito sem gastar quase nada.
 
Sábado
Sala São Paulo
Pauta Pub/Reprodução
Sede da Orquestra Sinfônica do estado, é uma das casas de concerto mais importantes do país – alguns também a consideram uma das mais belas do mundo. Além de oferecer visitas guiadas gratuitas nos fins de semana, conta com o projeto Concertos Matinais, com entradas a preços populares aos domingos.
 
Onde fica: Praça Júlio Prestes 16
Como chegar: Estação Júlio Prestes – Linha 8 Diamante da CPTM
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 10h às 18h ou até o início do concerto; sábado, quando houver apresentação, das 10h às 16h30 ou até o início do concerto; domingo e feriados, quando houver apresentação, de duas horas antes do concerto até o início da apresentação
 
Pinacoteca
Turismo e Negócio/Reprodução
É o museu mais antigo da capital paulista e um dos mais importantes do Brasil. Na data de sua inauguração, em 1905, o acervo contava apenas com 26 obras. Atualmente, a Pinacoteca tem mais de oito mil obras de artistas, como Candido Portinari, Anita Malfatti e Tarsila do Amaral. A entrada é gratuita aos sábados.
 
Onde fica: Praça da Luz, 2 – Luz
Como chegar: Estação Luz – Linha 1 Azul do metrô e linha 11 Coral da CPTM
Horário de funcionamento: Quarta a segunda, das 10h às 17h30, com permanência até às 18h
Informações: www.salasaopaulo.art.br
 
Theatro Municipal
Wikipedia/Reprodução
O edifício foi inspirado na Ópera de Paris, com traços renascentistas e barrocos na fachada e muitas obras de arte no seu interior. A casa oferece visitas guiadas pelas dependências do teatro de terça a sábado – incluindo feriados – e a entrada é gratuita. As inscrições são feitas no local, a partir de 10h, por ordem de chegada. Fica na Praça de Azevedo, na Sé.
 
Onde fica: Praça Ramos de Azevedo – Sé
Como chegar: Estação Anhangabaú – Linha 3 Vermelha do metrô
Horário de funcionamento: Terça-feira a sexta-feira: às 11h, 15h e 17h; sábado e feriados: às 11h, 12h, 14h e 15h
Informações: theatromunicipal.org.br
 
Museu do futebol – Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho (Pacaembu)
Mariana Ceratti/CB/D.A Press
Para terminar o dia bem, com um pouco de futebol, que tal uma visita ao Estádio do Pacaembu? É lá que está o Museu do Futebol, que conta como um esporte britânico e de elite se tornou brasileiro e popular. Abriga fotos, vídeos e instalações que narram a história do esporte mais popular do Brasil. E para fechar o passeio, o visitante ainda confere uma vista privilegiada do estádio, a partir da arquibancada. A entrada do museu é gratuita aos sábados.
 
Onde fica: Praça Charles Miler – Pacaembu
Como chegar: Estação Clínicas – Linha 2 Verde do metrô
Horário de funcionamento: Terça a sexta, das 9h às 16h (permanência até as 17h); sábados, domingos e feriados; das 10h às 17h (permanência até as 18h). Em dias de jogo no Pacaembu, os horários são diferentes; consulte o site do Museu.
Informações: museudofutebol.org.br
 
Domingo
Centro Cultural Banco do Brasil
Carlo Ferreri/Reprodução
Exibe exposições, peças de teatro, mostras de cinema e recebe atrações dos mais variados estilos musicais. Uma das exposições mais recentes – que fica em cartaz até o início de abril – expõe obras do movimento da vanguarda moderna holandesa, conhecido como De Stijl (O Estilo). A entrada é franca.
 
Onde fica: Rua Álvares Penteado, 112 – Centro
Como chegar: Estação Sé – Linha 1 Azul e 3 Vermelha do metrô
Horário de funcionamento: Quarta a segunda, das 9h às 21h
 
Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo
MAM/Reprodução
O visitante respira cultura no momento em que pisa no museu. Do painel de entrada — ilustrado pelos grafiteiros OSGEMEOS — ao jardim do MAM, projetado por Burle Marx, tudo leva à arte. O acervo do MAM conta com mais de cinco mil obras, entre pinturas, esculturas, fotografias e instalações. Aos domingos, o visitante não paga pela entrada. Localizado no Parque Ibirapuera, na Avenida Pedro Álvares Cabral. Além do MAM, você pode visitar o planetário. No trajeto do museu até lá, ainda dá para curtir a natureza quase invisível em outros pontos da capital paulista.
 
Onde fica: Portão 3, Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral
Como chegar: Parada de ônibus Av. Pedro Álvares Cabral ou parada Mac/USP – ponto 1
Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 10h às 18h. A bilheteria funciona até às 17h30
Informações:mam.org.br
 
Beco do Batman
Rafael Schaidhauer/Flickr
A Rua Gonçalo Afonso passou de uma ruela estreita e comum no bairro da Vila Madalena a uma galeria a céu aberto. O local, agora conhecida como Beco do Batman, virou ponto turístico graças aos artistas paulistanos. Além do grafite, é palco para outras manifestações culturais. O “Circo no Beco”, por exemplo, reúne artistas de circo e malabaristas para ensaiar e interagir com a plateia.
 
Onde fica: Rua Gonçalo Afonso – Vila Madalena
Como chegar: Parada de ônibus Rua Aspicuelta
 
Planetário
Leon Rodrigues/CB/D.A Press
Além do MAM, o Parque Ibirapuera possui inúmeras outras atrações. O planetário é uma delas. No trajeto do museu até lá, ainda dá para curtir a natureza quase invisível em outros pontos da capital paulista. O Planetário Aristóteles Orsini foi o primeiro planetário do Brasil, inaugurado no início de 1957. O prédio foi tombado como patrimônio histórico, científico e cultural. A atração, no mês de março, funciona somente nos fins de semana em quatro sessões gratuitas: às 10h, 12h, 15h e 17h. A distribuição dos ingressos acontece uma hora antes do início de cada sessão.
 
Onde fica: Portão 3, Parque Ibirapuera – Av. Pedro Álvares Cabral
Como chegar: Parada de ônibus Avenida República Do Líbano
Horário de funcionamento: Os horários mudam mensalmente; consulte o site http://www.parqueibirapuera.org  ou entre em contato pelos telefones (11) 5575-5206/5425
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.