PASSEIOS

Apaixonados por música curtem os ídolos em festivais ao redor do mundo

Bandas dos mais variados estilos reúnem milhares de fãs em cidades do Brasil e do exterior. Além de curtir a música boa, dá para aproveitar e conhecer um pouco mais dos locais que sediam os eventos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/03/2016 10:00 / atualizado em 17/03/2016 20:06

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press - 5/12/15

A paixão por uma banda ou um gênero musical atrai multidões para os festivais. Não tem tempo ruim: faça chuva ou faça sol, os fãs estão sempre lá. E quem viaja para curtir o evento pode aproveitar para conhecer um pouco da cidade onde ocorre o festival.

 

O Brasil acaba de sediar um grande evento musical. No sábado (12) e domingo (13), a quinta edição brasileira do Lollapalooza — criado em 1991 pelo músico norte-americano Perry Farrell, da banda Jane’s Addiction — sacudiu São Paulo.

 

Mais de 40 nomes animaram o fim de semana de quem passou pelo Autódromo de Interlagos. Algumas das atrações deste ano foram: os rappers Eminem e Snoop Dogg; o folk dos ingleses Mumford & Sons; e o DJ brasileiro Alok. Além do Brasil e dos Estados Unidos, o Lolla — como é chamado pelos fãs — tem edições na Argentina, no Chile, na Alemanha e na Colômbia.


Se você perdeu o de São Paulo, pode seguir para San Isidro, onde no próximo fim de semana chega o Lollapalloza. É uma das cidades da Argentina que fazem parte da província de Buenos Aires, localizada a 20 quilômetros da capital. Tem fácil acesso por trem, carro, ônibus e até barco e é cercada de charme.

Breno Galtier/Reprodução - 5/4/14

 

Nos palcos nacionais

Mas não são só eventos trazidos do exterior que animam os brasileiros. Primeiro festival do país, o Rock in Rio é o maior da América latina e um dos maiores do mundo. Criado pelo empresário Roberto Medina, alcançou tanto sucesso que ganhou edições em Lisboa, Madri e Las Vegas.

 

Em 1985, ano de estreia, o Rock in Rio recebeu mais de 1 milhão de pessoas durante os 10 dias de shows. No line up, estavam Queen, AC/DC, Rod Stewart, Ozzy Osbourne, Iron Maiden, entre outros. Hoje, não recebe apenas grandes nomes do rock; a cantora de axé Cláudia Leitte e a  pop norte-americana Katy Perry  já foram convidadas para os palcos do Rock in Rio.

 

Tasso Marcelo/AFP

O festival é um ponto turístico por si só. O Rock in Rio tem a sua Cidade do Rock. Na Rock Street, o visitante pode se divertir em um dos bares ou restaurantes do local. O complexo conta até com uma roda gigante. Mas guarde um tempinho para aproveitar a cidade maravilhosa também. Entre as encostas do Morro do Corcovado e a Rua Jardim Botânico, está o Parque Laje, imperdível para quem curte um belo visual. O passeio é bom tanto para quem busca tranquilidade e quer apenas visitar os jardins do local, quanto para quem quer um pouco de aventura – lá, o turista pode seguir em trilhas até ao Corcovado, passando por cachoeiras e mirantes no meio do caminho.

 

Prainha, na Barra da Tijuca, é uma ótima opção para quem quer fugir do alvoroço dos balneários mais tradicionais do Rio de Janeiro. Programa ideal para recarregar as energias antes da maratona de shows.

 

Origem candanga

Ainda na onda dos festivais que nasceram no Brasil, está o Porão do Rock (PDR). No circuito desde 1998, o festival candango já foi visto por mais de 1 milhão de pessoas. Entre bandas de Brasília e de outras regiões, o PDR recebeu nomes internacionais, como os ingleses do Muse; Eagles Of Death Metal, dos Estados Unidos; a banda finlandesa Nightwish e os uruguaios do Motosierra.

 

Quem vem a capital brasileira e do rock pela primeira vez não pode fugir do tradicional passeio pelos palcos do poder. A visita guiada no Palácio do Itamaraty, por exemplo, é uma boa pedida. Na sede do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o visitante confere a arquitetura de Oscar Niemeyer, o paisagismo do jardim suspenso assinado por Burle Marx e painéis de artistas como Athos Bulcão e Rubem Valentim.

 

» Música sem fronteiras

Indio, Califórnia — Estados Unidos

The Wears/Reprodução - 13/4/14

É em Indio, no deserto californiano, que ocorre o Coachella, festival que reúne nomes do cenário do rock, indie, hip hop e música eletrônica. Em 2016, as principais atrações do line up do festival – que acontece desde 1999 – são Gun’s and Roses, LCD Soundsystem e o DJ Calvin Harries. A duas horas de Los Angeles, Indio – a “cidade dos festivais” – é um ótimo lugar para quem gosta de esportes. Com grandes eventos esportivos ao longo do ano, o turista confere partidas de tênis, golfe e polo. Mas não tem como fugir: a veia de Indio é artística. Teatros, galerias e feiras de arte estão espalhadas por toda a cidade.

» Quando: segundo e terceiro fim de semana de abril

 

Wacken, Schleswig-Holstein — Alemanha

Andreas Lawen/Reprodução

A pequena cidade de Wacken, no norte da Alemanha, recebe o maior festival de heavy metal do mundo, o Wacken Open Air. Durante três dias, os fãs precisam acampar pela cidade ou dormir localidades próximas, uma vez que a vila não consegue acomodar os turistas. A pequena cidade de Wacken tem poucos atrativos para o turista, que podem ir até Hamburgo, a cerca de 70km de distância. A cidade comercial dos alemães agrada por produções da Broadway e por noites animadas. O visitante pode, ainda, conferir o mercado de peixe em St. Pauli, dar uma volta pelo porto, fazer um passeio de barco ou, simplesmente, aproveitar o pôr do sol no Lago Alster.

» Quando: entre julho e agosto

 

Oro-Medonte, Ontário — Canadá

Flickr/Reprodução

Os fãs da música country têm viagem marcada para Oro-Medonte, no Canadá, durante o verão. Os nomes mais conhecidos do estilo musical se reúnem nos quatro dias do festival Boots & Hearts, o maior do gênero no Canadá. Com resorts de ski para curtir o inverno e campos de golfe para aproveitar o verão, a cidade canadense de Oro-Medonte é perfeita para quem gosta de praticar esportes em todas as estações do ano. O turista ainda tem a chance de pescar e fazer trilhas de bicicleta pelos terrenos montanhosos da região.

» Quando: em agosto

 

Pilton, Glastonbury — Reino Unido

Leon Neal/AFP - 29/6/14

Querendo fugir dos festivais muito comerciais da época, Andrew Kerr e Arabella Churchill decidiram, em 1971, organizar o Glastonbury Festival no interior da Inglaterra. Hoje, parte da arrecadação do evento, que é um dos mais importantes festivais do mundo, é revertido para ONGs. Pilton atrai, além dos apaixonados por música, viajantes que gostam de cultura celta e da lenda do Rei Artur. Contam que Glastonbury é, na verdade, Avalon, lendária ilha da história arturiana. No topo de uma colina está a Glastonbury Tor, considerada o portal para o reino da obra literária Brumas de Avalon. Aproveite também para conhecer o poço sagrado Chalice Well e seus jardins.

» Quando: no último fim de semana de junho

 

Houston, Texas — Estados Unidos

Paul Hudson/Flickr

As três primeiras semanas de março são agitadas na cidade de Houston. Do dia 1º a 20 deste mês acontece o Houston Livestock Show and Rodeo, um dos principais eventos da cidade. Durante a festa, o visitante participa de shows, competições de rodeio, parque de diversão e feiras de gastronomia. Quem se hospedar na maior cidade do estado do Texas tem opções de lazer de sobra: o centro espacial da Nasa que controla as missões da Estação Espacial Internacional – e já controlou as missões para a Lua – é uma boa opção de passeio para quem curte ciência. A cidade de Houston também tem um distrito, o Museum District, que abriga 19 museus, sendo 12 deles gratuitos.

» Quando: 1º a 20 de março

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.