AMÉRICA CENTRAL

Panamá, a Dubai latino-americana, é mais que mero ponto de escala

Rota de diversas cidades badaladas, o país merece uma visita. Lindas paisagens e fortes tradições atraem os turistas, sem falar do belo Canal, o cartão-postal mais famoso da capital panamenha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/04/2016 20:00 / atualizado em 28/04/2016 12:22

IPT/Divulgação

Ao pensar no Panamá, as primeiras imagens que vêm à cabeça são as de uma famosa rota de navios e um modelo de chapéu (que nem de lá é...). Mas o país tem muito mais a oferecer que lugares-comuns. Claro que uma de suas principais atrações é o Canal do Panamá, impressionante obra de engenharia que contou com a força de trabalho de mais de 75 mil pessoas para ser concluída. Além de seu principal cartão-postal, a capital guarda mais de 500 anos de história. Já foi completamente destruída por um ataque pirata, reconstruída, e hoje é uma das mais cosmopolitas cidades da América Latina, além de importante centro de negócios mundial. E, para quem gosta, um ótimo local para compras.

 

Com posição geográfica privilegiada, banhada pelos oceanos Pacífico e Atlântico, a natureza do Panamá impressiona. De um lado, praias que atraem surfistas de todo o mundo. Do outro, nada menos que o Mar do Caribe, com suas águas calmas e cristalinas, guardadas pelos gunas, povo indígena que ainda hoje conserva costumes e tradições do passado. Também é ótimo destino para o ecoturismo, já que preserva, como poucos, suas florestas tropicais.

 

IPT/Divulgação

Assim, se for fazer escala na Cidade do Panamá, separe alguns dias para conhecer a capital. E, se estiver sem ideia de onde passar suas férias, confira algumas das principais atrações turísticas do país, que, sem dúvidas, é encantador.

 

Lembre-se

 Silvia Pavesi/Esp. CB/D.A Press

» A moeda local é a balboa. Mas não se preocupe, pois o dólar também é aceito normalmente, além de cartões;

 

» O transporte é bem barato na Cidade do Panamá;

 

» Uma linha de metrô liga os opostos da cidade;

 

» Existem opções para se locomover de ônibus. Uma é o Metrobus, mas é bom estudar bem o site (www.mibus.com.pa), já que as linhas são meio confusas e também não atendem todas as regiões da cidade;

 

» Para utilizar o metrô e o Metrobus, é necessário comprar um cartão eletrônico, que pode ser recarregado em pontos específicos. Não é aceito dinheiro vivo;

 

» A melhor opção para se locomover na capital, principalmente se estiver em grupo, são os táxis. Normalmente, eles cobram por pessoa e por volume. Por isso, negocie bem com o taxista antes de entrar no carro;

 

» Outra opção — e essa vale uma viagem só pela curiosidade — são os Diablos Rojos, antigos ônibus escolares americanos adaptados para o transporte de passageiros. Os proprietários os pintam de cores chamativas, daí o nome. Circulam por toda a capital. Os assentos, feitos para crianças, são bem apertados, mas são bem baratos;

 

» Se quiser alugar um carro, observe o trânsito antes, porque é bem confuso;

 

» Não estranhe se, no meio do caminho, o táxi parar para outros passageiros embarcarem. É costume na cidade;

 

» O povo panamenho é extremamente simpático, e várias pessoas falam inglês (se o seu espanhol estiver enferrujado). Eles adoram brasileiros e puxar um papo sobre futebol é garantia de boa conversa;

 

» A Cidade do Panamá é bem tranquila e passeios a pé podem ser feitos sem medo. Só tenha o cuidado de se informar sobre as regiões mais perigosas da cidade, para evitá-las;

 

Fernando Souza/Esp. EM/D.A Press

» Um dos chapéus mais famosos do mundo leva o nome do país. Só que, curiosamente, sua origem é equatoriana. Durante a construção do Canal do Panamá, trabalhadores colombianos usavam o adorno para se proteger do Sol.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.