AVENTURA

Uma viagem cheia de adrenalina pelas atrações naturais de Rio Quente (GO)

Cachoeiras, rios, penhascos e verde exuberante são um convite à prática de esportes radicais. Confira alguns locais perto da capital onde é possível aproveitar essas delícias de um modo nada convencional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/05/2016 09:00 / atualizado em 09/05/2016 09:39

Eko Aventura/Divulgação

Nem todo mundo busca sossego durante as viagens. Alguns querem mesmo deixar a preguiça de lado e liberar adrenalina. E em um país recheado de belezas naturais, cachoeiras, penhascos, correntezas e praias são o paraíso para os aventureiros. Se você está nesse grupo, não precisa ir muito longe. Cidades muito próximas a Brasília são um convite para práticas radicais.

 

A 250km de distância da capital, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros tem paisagens de tirar o fôlego. E quem se arriscar na tirolesa ou no canoísmo, entre outros esportes, terá à disposição um cenário incrível, que inclui cânions, cachoeiras, cavernas e rios. É bom separar alguns dias para poder curtir tudo o que essa bela paisagem tem a oferecer.

 

Se quiser caminhar por trilhas, Pirenópolis é um roteiro que oferece diversas possibilidades de contato direto com a natureza. Os campos e cerrados da cidade que fica a 150km de Brasília têm opções para todos os fôlegos, como trajetos de um a cinco dias com paradas em pousadas. Vale a pena passear pela imensidão do verde de Pirenópolis e até mesmo se arriscar a descer em botes infláveis por uma das quedas d’água ou, quem sabe, praticar o ciclismo de montanha.

 

Eko Aventura/Divulgação

A 300km de Brasília, está Rio Quente. A cidade que um dia pertenceu a Caldas Novas, em Goiás, ganhou autonomia e recebe turistas do Brasil e do mundo. E lá, além de aproveitar as águas termais, o turista pode desbravar corredeiras dentro de um bote, descer tirolesas gigantes e praticar esportes de estratégia, tendo a oportunidade de acelerar um quadriciclo por uma trilha que corta o cerrado, jogar algumas partidas de airsoft ou treinar a pontaria com o arco e flecha.

 

Essas são algumas das atividades do Eko Aventura Park, a nova atração do Rio Quente Resorts, ideal para toda a família. “É uma aventura confortável, não tem nada de superradical. As atividades foram pensadas para que todos possam praticar”, afirma o gerente-geral de Experiência em Entretenimento do complexo, Fernando Abreu.

 

O estresse não tem vez

Arquivo pessoal

A terapeuta ocupacional Giselle de Lima, 27 anos, está na turma dos que adoram viajar para se aventurar. Ela já pulou três vezes de paraquedas; praticou snowboarding na Mohawk Mountain, nos Estados Unidos; desceu tirolesas; e esquiou na neve. “O esqui foi o primeiro contato que eu tive com esportes mais radicais. Da primeira vez, consegui me virar bem e gostei bastante. Na segunda, um amigo me convenceu a descer uma montanha mais alta. Perdi o controle e caí. Não quebrei nenhum osso, mas fiquei com um olho roxo”, relata.

 

Para ela, a sensação de pular de paraquedas é única. Giselle gostou tanto do esporte que pretende tirar licença para saltar sozinha. “Sabe quando você gosta de uma coisa e quer fazer mais e mais? Então, é exatamente isso. Para quem está estressado, é só pular de paraquedas que todos os problemas vão embora”, assegura.

 

Escolha a sua atração

A convite do Rio Quente Resorts, a reportagem de Turismo testou as atrações do Eko Aventura Park. A primeira atividade do dia foi rafting, uma aventura a bordo de bote inflável que dura 40 minutos. No meio do caminho, quem quiser pode mergulhar nas águas quentinhas do rio. Os valores variam entre R$ 62 e R$ 89, por pessoa.

 

Quem quer aproveitar o tempo, pode sair do rio de águas termais, colocar os equipamentos de segurança e ir direto para as tirolesas, esporte muito praticado na imensidão do cerrado. A primeira tem 80 metros; a segunda, bem maior (e melhor), 200 metros. Com a trilha, a atividade dura, em média, 30 minutos e os valores variam de R$ 34 a R$ 49 por pessoa. Quem não quer saber de moleza pode enfrentar a Megatirolesa. Com 1.100 metros de altura, a queda d’água passa sobre todo o complexo do Rio Quente Resorts e custa de R$ 63 a R$ 89, por pessoa.

 

Michael Emanuel/Flickr

Bem semelhante ao paintball, o airsoft é um jogo de estratégia que usa réplicas de armas reais e bolinhas de plástico como munição. A honestidade e a honra são pilares do jogo, que dispensa tinta ou qualquer outro artifício para identificar os atingidos. Apesar de a munição não machucar, o jogador entra em campo trajando macacão, sapato fechado, máscara, óculos de proteção e gorro. A brincadeira custa R$ 31,99 e dá direito a 45 bolinhas.

 

Teste a pontaria

Eko Aventura/Divulgação

Além do airsoft, o visitante pode testar a pontaria por meio do arco e flecha. Há opções de pacotes que custam R$ 14,90, R$ 20,90, R$ 24,90 e R$ 42,90 (para, respectivamente, quatro, seis, oito e 16 flechas).

 

Ainda no Eko Aventura Park, outra opção é a trilha cheia de curvas, pontes, buracos e muita poeira. Durante todo o trajeto, um dos guias do parque orienta e ajuda o visitante a passar por todos os obstáculos. Os valores variam de R$ 62 e R$ 89, para uma pessoa, e de R$ 129 a R$ 185, para duas.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.