Dance forró, sertanejo ou quadrilha nos arredores de Brasília

Durante os meses de junho e julho, cidades no Entorno do Distrito Federal também são tomadas por comemorações e celebração aos santos católicos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/05/2016 10:00 / atualizado em 25/05/2016 17:05

Arraia do Cerrado/Divulgação

É tempo de quentão, pé de moleque, bolo de milho, canjica, pipoca, maçã do amor, cachorro-quente, paçoca e muitas outras delícias das tradicionais festas juninas. É tempo de forró, sertanejo e quadrilha para dançar só ou coladinho. Aproveite o friozinho que começa dar as caras e vista-se a caráter para aproveitar as comemorações de São João, São Pedro e Santo Antônio. Aqui perto de Brasília, são muitas atrações.

 

A universitária Laynne Marques, 21 anos, já se prepara para aproveitar a festa de São João d’Aliança, a 152 km da capital. Nascida no município que fica na bela região da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, ela sempre volta para participar das comemorações juninas, que mobilizam a cidade. “Por ser um município pequeno, não tem muito o que fazer. Então, quando tem, todo mundo vai. A maioria dos festejos é organizada pela Igreja. Em praticamente todos os fins de semana de julho tem quermesse.”

 

A estudante conta os dias para a chegada da festa. “Na primeira semana de junho, todas as escolas do município se juntam e fazem uma festa gigantesca, que é uma das atrações no período. Geralmente, são três dias com apresentações de música, show de calouros, barraquinha, jogos e quadrilha. É tão bom que fico ansiosa para chegar logo”, diz.

 

Arquivo Pessoal

Desde criança, o universitário Eduardo Paulino, 19, frequenta as comemorações juninas de Niquelândia, no interior de Goiás. Ele também teve a oportunidade de participar de uma festa típica desta época do ano em São Luís do Maranhão. “Foi muito interessante. A festa ocorre em um centro histórico, que fica decorado praticamente o ano inteiro. Eles também têm alguns costumes e comidas bem diferentes”, conta.

 

Arquivo Pessoal

Morador de Luziânia, o professor Michel Cavalcante, 23, participa da festa organizada pela escola onde trabalha, no Jardim Ingá. Ele se mostra um apaixonado pela tradição. “Acho a organização muito interessante. Além de cultivar a cultura brasileira, ainda faz com que o período que antecede às férias da maioria dos estudantes comece com muita alegria e diversão”, ressalta. Quem pensa em conhecer alguma festa organizada próxima à capital, o Turismo dá algumas dicas. 

 

» Programe-se

Do fim do mês de maio ao início de julho, os pátios de escolas, de igrejas e as praças públicas são tomados pelas festas em homenagem aos santos populares. Aproveite as celebrações e conheça algumas opções turísticas em municípios goianos próximos à capital:

 

Goiânia

Arco Web/Reprodução

A quarta edição do Arraiá do Cerrado, a festa junina mais tradicional da cidade, contará com a presença da cantora Elba Ramalho e do coreógrafo Carlinhos de Jesus, que oferecerá oficinas de dança de salão. Concurso de grupos de quadrilhas, parque de diversões e barraquinhas de comidas típicas são os outros destaques da festa que ocorre de 8 a 12 de junho, no estacionamento do Estádio Serra Dourada. Quem gostar da estrutura pode voltar no dia seguinte para assistir a uma partida de futebol. Para quem não é tão apaixonado pelo esporte, o Centro Cultural Oscar Niemeyer e o Parque Flamboyant são ótimas pedidas.

 

Formosa

IrisCruz/Divulgação
 

De 29 de julho a 6 de agosto, o município goiano recebe a ExpoAgro, festa com shows de música sertaneja, comidas típicas e palestras. Entre as atrações deste ano, estão Zé Neto & Cristiano, Pedro Paulo & Matheus, Israel & Rodolffo e Maiara & Maraísa. Você pode aproveitar as horas de folga, para conhecer o Salto do Itiquira, a oitava maior queda d’água do Brasil. 

 

Itumbiara 

Arraiá de Itumbiara/Divulgação

Uma das maiores festas juninas do Centro-Oeste, o Arraiá de Itumbiara, também conhecido como Arraiá das Águas ou Arraiá da Paz, conta com apresentações de artistas famosos e atrações locais, grupos de quadrilhas, praça de alimentação com barraquinhas de comidas típicas e carroceata (desfile de carroças). João Bosco e Vinícius, César Menotti e Fabiano, Michel Teló e Maiara e Maraísa são alguns dos destaques da festa, que ocorre de 21 a 26 de junho. Os visitantes podem participar de atividades náuticas no Lago da Barragem de Furnas e no Rio Paranaíba, que abriga a Ponte Afonso Pena, e assistir a partidas de futebol no Estádio JK. Não deixe de visitar a minifazendinha da festa organizada pelo município a 410km de Brasília.

 

Santo Antônio do Descoberto 

Em vez das tradicionais festas juninas, em Santo Antônio do Descoberto, é comemorada a Festa do Santo Padroeiro, em homenagem a Santo Antônio. Durante 12 dias, as ruas do município são tomadas por peregrinações e desfiles e as igrejas locais organizam barraquinhas com pratos típicos da culinária goiana. As comemorações vão de 1º a 13 de junho. O turismo rural é um dos pontos fortes da região. Aproveite as belas cachoeiras da região e relaxe depois das danças.

 

Anápolis 

Gustavo Moreno/C.B/D.A Press

Organizada pela Paróquia São Francisco de Assis, a festa em homenagem a Santo Antônio conta com barraquinhas de comida típica e shows de música sertaneja. A comemoração ocorre de 2 a 5 e de 9 a 13 de junho, no estacionamento da igreja. Os visitantes que querem explorar a região, podem preparar atividades nos parques públicos, dar um mergulho relaxante nas cachoeiras ou conhecer a Catedral de Bom Jesus da Lapa, uma das igrejas mais antigas do município. Um dos cartões-postais da cidade é a réplica da Estátua da Liberdade.

 

Planaltina 

Secult/Planaltina

A 15ª edição do Arraiá Junino ocorre de 2 a 5 de junho, na praça central. A festa marca a abertura do Circuito Gonzagão de Quadrilhas, que escolhe o melhor grupo do Distrito Federal e do Entorno. Além das barraquinhas de comidas típicas, o público poderá aproveitar o show da dupla sertaneja Pedro Paulo e Matheus.

 

Padre Bernardo 

Organizada pela Paróquia Nossa Senhora do Carmo, a Festa do Divino Espírito Santo reúne barraquinhas com jogos e comidas típicas, leilões e shows. Durante as comemorações, fiéis saem às ruas com a Bandeira do Divino, para arrecadar oferendas. A 84ª edição da festividade começa sexta-feira e vai até 5 de junho. O turismo rural e parques aquáticos são boas pedidas. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.