FRANÇA

Convencionais e inesquecíveis, cartões-postais de Paris merecem a visita

Três ou quatro dias são suficientes para conhecer a pequena capital francesa. Inclua no seu roteiro as atrações turísticas tradicionais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/06/2016 09:00 / atualizado em 17/06/2016 18:05

Paris tem somente 105km². A maioria de seus monumentos está concentrada na região do Rio Sena — cujo nível encheu muito devido às chuvas — com exceção do bairro de Montmartre. Com um pouco de organização, em uma semana, é possível não somente conhecer bem Paris, mas bastante desse maravilhoso país que é a França. Separe ao menos três ou quatro dias para curtir a capital. E se essa for a sua preferência, conheça cinco cartões-postais inesquecíveis.

 

Torre Eiffel

Gckwolfe/Flickr

Um dos símbolos de Paris, a torre foi construída por Gustave Eiffel, a princípio, para a Exibição Universal, em homenagem ao centenário da Revolução Francesa. Levou dois anos para ficar pronta e a ideia era que, depois da exposição, o monumento fosse derrubado. Não só a decisão foi mudada como o monumento tornou-se um dos mais visitados e conhecidos do mundo. Inaugurada em 1889 pelo príncipe de Gales, mede 300 metros, pesa 7 mil toneladas e tem três plataformas. Na primeira, existe um bom restaurante. Mas o preço é salgado e é preciso reservar uma vaga com bastante antecedência. Do topo, o ponto mais alto de Paris, o turista pode ter uma vista panorâmica da cidade. É de tirar o fôlego quando há poucas nuvens no céu.

 

Catedral Notre Dame

Paris Tourism Office/Divulgação

É uma das catedrais do estilo gótico mais antigas da França. Começou a ser construída em 1163 e ficou pronta em 1345. É dedicada à Maria, mãe de Jesus, daí o nome Notre Dame (Nossa Senhora). A catedral indica o centro geográfico de Paris. Uma pequena placa no chão marca o ponto zero para o cálculo de todas as distâncias da cidade. Possui uma das mais importantes relíquias da cristandade: os fragmentos da Coroa de espinhos usada em Jesus pelos soldados romanos. A visita é gratuita, mas para subir ao topo mais alto, são cobrados cerca de R$ 60. Localizada na Île de la Cité, a Notre Dame testemunhou alguns dos grandes eventos da história francesa, como a coroação de Napoleão como imperador em 1804 e a beatificação de Joana D’Arc, em 1909 (representada em uma estátua no interior da Igreja).

 

Arco do Triunfo

Norio Nakayama/Wikipedia

Encomendado por Napoleão Bonaparte, o Arco do Triunfo é outro ícone francês. Ele patrocinou a construção do monumento para celebrar as suas vitórias e conquistas do seu império. Criado por François Rude, do seu terraço, o turista tem uma das mais belas vistas de Paris. É possível ter uma panorâmica das avenidas que confluem para a Place d’Etoile, incluindo a Champs-Élysées. Lembre-se que o acesso ao monumento é feito em uma das esquinas da praça, na Avenue de la Grande Armee, junto à saída do metrô Wagran.

 

Museu do Louvre

Mateus Vidigal/Esp. CB/D.A Press - 5/6/14

É um dos maiores e mais famosos museus do mundo. Instalada no Palácio do Louvre, entre o Rio Sena e a Champs-Élysées, a antiga fortaleza foi uma das sedes do governo monárquico. Tornou-se museu  em 1692, a princípio, com um acervo formado principalmente por pinturas confiscadas da família real e dos aristocratas que haviam fugido da Revolução Francesa. Tem um formato quase retangular, uma pirâmide de vidro e um átrio subterrâneo. Possui um acervo de mais 380 mil itens. São 35 mil obras de arte, entre elas, algumas famosas, como a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci, e Vênus de Milo, escultura grega de autor desconhecido. Recebe 8 milhões de pessoas por ano. O custo dos ingressos oscilam entre 11 e 14 euros.

 

Basílica de Sacré-Coeur

Nihilsine Deo/Flickr

A Basílica do Sagrado Coração está localizada no topo do Montmartre, o ponto mais alto da cidade. Tem tonalidade branca pelo fato de ser sido construída com mármore travertino, extraído da região de Seine-et-Marne. Em formato de cruz grega adornada com quatro cúpulas, a basílica tem uma torre que serve de campanário a um sino de 3m de diâmetro e que pesa mais de 26 toneladas. Inspirada na arquitetura romana e bizantina, a Sacré-Coeur influenciou outras construções religiosas do século 20.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.