ESTADOS UNIDOS

Annapolis atrai quem quer conhecer o cotidiano mais rústico norte-americano

A apenas 50km de Washington D.C., a capital do estado de Maryland se destaca pela intensa atividade marítima e pela boa receptividade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/07/2016 09:00

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

São apenas 40 mil habitantes e uma rua principal. Mas a pequena Annapolis não precisa de mais nada. A apenas 50 quilômetros de Washington D.C., a capital do estado de Maryland se torna irresistível para quem desembarca por aquelas bandas e opta por também conhecer o cotidiano mais rústico do americano.

 

Conhecida por ser a sede da Escola Naval dos Estados Unidos e por abrigar a casa legislativa mais antiga do país (aberta em 1779), Annapolis se destaca por conta da intensa atividade marítima, da jovialidade nas ruas e da receptividade dos moradores. Um dos melhores lugares para experimentar a autêntica panqueca americana (aposte no Miss Shirley’s Café ou no Metropolitan Kitchen and Lounge), degustar frutos do mar preparados com um cuidado raro (sente-se, sem medo, no premiado Osteria) e saborear o sorvete artesanal da clássica Annapolis Ice Cream Company.

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

Não se surpreenda se Annapolis lhe render as memórias mais afetivas da viagem. Uma daquelas cidades que não aparecem nos guias populares, mas que se revelam verdadeiras preciosidades, a exemplo de Penedo, no Estado do Rio de Janeiro, ou da singela Sausalito, nos arredores de São Francisco (EUA). Um passeio de barco pela baía que circunda a cidade ou uma caminhada por entre as casas sempre adornadas ilustram a aura envolvente da capital de Maryland.

 

Distrito brasileiro na terra de "Tio Sam"

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

Uma das atuais atrações de Annapolis, vejam só, é responsabilidade de uma brasileira. Embora a gente adore dizer que “sobram brasileiros em todo  canto do mundo”, em Washington D.C., a realidade não é exatamente essa, principalmente quando comparamos com Nova York ou Miami, por exemplo. No caso de Annapolis, menos ainda. Durante a estadia, a reportagem esbarrou com uma única brasileira, mas ela faz toda a diferença por lá.

Antes da chegada da produtora artística Roberta Pardo, o Distrito de Design de Annapolis não passava de uma mera área industrial, com depósitos de lojas de móveis e cerâmicas. Eis que Roberta convocou artistas grafiteiros brasileiros e coloriu as paredes do local, transformando a então insossa e cinza localidade em um reduto de arte, hoje reconhecido pela comunidade e por quem visita a cidade. “Saí do Brasil há mais de 20 anos e nunca mais voltei. Mais recentemente, resolvi investir nesta minha paixão, a arte urbana. Aos poucos, conseguimos provocar essas intervenções por aqui. E assim nasceu o Urban Walls Brazil em Annapolis, que hoje é uma prioridade”, conta Roberta, que guiou a reportagem pelo hoje colorido distrito. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.