ESTADOS UNIDOS

Fairfaix e Alexandria, do outro lado do rio, também merecem atenção

Quem sabe você não encontra o presidente Barack Obama comendo em um famoso restaurante instalado no estado da Virgína?

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/07/2016 09:00

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

Por conta da proximidade com D.C., cidades como Fairfaix e Alexandria, que ficam apenas a poucos quilômetros da capital, servem como residência para militares e servidores públicos. As duas cidades, situadas no estado de Virgínia, abrigam uma série de órgãos governamentais, como o Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Nada turístico à primeira vista. Mas somente à primeira vista.

 

Fundada em 1749, à margem do Rio Potomac, Alexandria conta com um centro histórico irresistível, formado por graciosas construções históricas que tiveram as fachadas revitalizadas por conta dos diversos restaurantes e boutiques que ali se instalaram. Um afinado equilíbrio entre o antigo e o contemporâneo.

 

As boutiques se tornaram conhecidas por conta do tratamento personalizado e da pluralidade dos produtos, elogiados pela qualidade e originalidade. Os restaurantes chamam a atenção pela variedade e pelas temáticas, que vão desde irreverentes pubs irlandeses a ambientes refinados, como o aclamado Vermilion, onde o chef William Morris conta com temperos e artigos locais para seduzir o cliente. Entre eles, o presidente Barack Obama.

 

Há ainda atrações inusitadas, que se misturam com os sabores do centro histórico, e que valem a visita, como o Stabler-Leadbeater Apothecary Museum, histórico boticário que chegou a prescrever medicamentos para George Washington.

 

No decorrer do passeio, entre a cerveja (ou o chá) do fim de tarde e os pratos principais do jantar, uma caminhada até a marina de Alexandria para conferir o pôr do sol sobre o Rio Potomac pode ser a melhor resposta a quem ainda estiver na dúvida se vale deixar a capital norte-americana e desbravar as cidades próximas. Se bater a saudade, vire o rosto. Washington D.C. está logo ali, do outro lado do rio.

 

» O melhor dos vinhos

Quando falamos em vinhos americanos, os enólogos logo apontam para o festejado condado de Napa Valley, na Califórnia. De fato, entre os críticos e entendedores, os vinhos californianos merecem um lugar à mesa. Mas nem por isso devemos ignorar as demais regiões que se destacam no trato da uva. Tanto Maryland como o estado de Virginia figuram entre locais que merecem uma atenção especial quando o assunto for vinho. Nos arredores de Fairfaix, vale conhecer a histórica vinícola The Winery at Bull Run, cujas atividades começaram em 1860. Ao todo, a fazenda ocupa mais de 2 mil hectares localizados no belo Manassas National Battlefield Park, cuja paisagem vale a visita por si só. Em Maryland, não muito distante de Annapolis, uma vinícola bem mais jovem, a Great Frogs, oferece uma experiência interessante para os não iniciados. O próprio proprietário faz questão de receber o visitante, que pode andar livremente pelas parreiras e melhor conhecer a produção de vinhos.

 

» Munições artísticas

Diego Ponce de Leon/CB/D.A Press

Antes de se tornar a maior coleção de estúdios de artes ativos e acessíveis ao público, a Torpedo Factory Art Center, em Alexandria, funcionava como uma fábrica de munições. Desde 1974, no entanto, tornou-se uma referência na produção artística. Ao todo, são 82 estúdios que trazem o melhor das artes plásticas, da pintura à escultura, da cerâmica ao vidro, a exemplo da releitura da clássica obra O grito, de Edvard Munch, que ganhou uma nova versão a partir de chicletes mascados pelos próprios visitantes.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.