POKEMON GO

Chegou a hora de sair de casa para se tornar um mestre Pokémon

Além de caçar, batalhar por ginásios e encontrar itens que garantem a evolução dos jogadores, o game que é febre mundial traça um belo roteiro por pontos turísticos no planeta

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 15/08/2016 09:00

Yasuyoshi Chiba/AFP - 26/7/16

É difícil encontrar uma criança que cresceu na década de 1990 e nunca sonhou em se tornar um mestre Pokémon ou em sair de casa para colecionar os monstrinhos e lutar pelas tão cobiçadas Insígnias de Ginásio. Com o jogo de realidade virtual desenvolvido pela Niantic — o Pokémon Go —, o sonho tornou-se real. Com o smartphone ou tablet em mãos, é possível não só pegar, como treinar, evoluir os seus próprios Pokémon, fazer parte de ligas especializadas, como governar o seu próprio ginásio (local onde ocorrem as batalhas).

 

Medalhas Pokémon

No anime, cada ginásio conta com a sua insígnia correspondente. Os treinadores que desejam se inscrever na Liga Pokémon, competição que coloca os monstrinhos para lutarem entre si, devem vencer os líderes e acumular um número específico de insígnias. As condecorações ainda não fazem parte do jogo.

 

Você pode sair de casa para caminhar e voltar com um Charmander, por exemplo. Para ajudar o jogador na sua jornada virtual, o game transforma espaços reais, como placas, paradas de ônibus, esculturas e prédios em Pokéstops — locais que oferecem Pokébolas e outros itens — ou Ginásios Pokémon. E, nem mesmo enquanto está a passeio pelo Brasil ou pelo mundo, você pode abandonar a aventura. Confira alguns pontos turísticos onde é possível encontrar os monstrinhos.


» Maracanã (Rio de Janeiro, RJ)
Vai assistir a alguma partida de futebol das Olimpíadas Rio-2016? Então aproveite o intervalo do jogo para lutar pelo Maracanã. O estádio carioca, palco de muitos clássicos, foi listado como um dos ginásios do game. Depois de assumir a liderança, você pode tentar a sorte em uma das várias Pokéstops espalhadas pelas proximidades e aproveitar o passeio para conhecer melhor a arena.

» Avenida Paulista (São Paulo, SP)

Fernando Schuler/Reprodução

Uma das mais importantes, diversificadas e movimentadas alamedas de São Paulo conta com uma infinidade de pontos para Pokémon GO. Além de capturar os monstrinhos, os jogadores podem batalhar pela liderança do ginásio no Museu de Arte de São Paulo (MASP) e rodar as Pokéstops dos prédios da Fundação Getulio Vargas e do Centro Itaú Cultural.

» Fernando de Noronha (Praia do Cachorro – PE)
Você pode aproveitar a proximidade com o mar para caminhar pela areia e atualizar a sua lista de Pokémon do tipo água. Quando se cansar do jogo, você pode alugar um snorkel para conhecer as belezas da ilha ou se divertir em cima de uma prancha de stand up paddle.

» Elevador Lacerda (Salvador, BA)
Com a chegada de Pokémon GO ao Brasil, o primeiro elevador urbano do mundo ganhou um líder de ginásio e um Pokémon guardião. Quem quiser desafiar os monstrinhos de bolso responsáveis pela região pode aproveitar a viagem para subir pelo elevador panorâmico e apreciar uma das vistas mais lindas de Salvador. Ou, se preferir, capturar os personagens que aparecerem perto do Mercado Modelo.

 

Pelo mundo

Os australianos saíram na frente e foram os primeiros a acolher os monstrinhos de realidade aumentada no início de julho. De lá para cá, Pokémon GO foi lançado em outros 40 países e virou uma febre ao redor do mundo. Veja onde é possível pegar Pokémon de outras nacionalidades.

 

» Times Square (Nova York, Estados Unidos)
O coração de Manhatan e um dos pontos mais conhecidos de Nova York tem ginásio próprio e uma grande variedade de Pokéstops, que são representadas pelas lojas de café, livrarias, artes de rua, teatros e murais espalhados pelo trajeto correspondente. Aproveite a captura para fazer umas compras e conhecer a hipnotizante  Times Square.

 

» Sydney Opera House (Sydney, Austrália)

Nguyn Ngc/Flickr

Além de ser palco de espetáculos emocionantes, a Sydney Opera House, um dos pontos mais conhecidos da Austrália, vai receber batalhas de tirar o fôlego. A “Casa das Operas” foi escolhida para ser um dos ginásios do jogo de realidade virtual. Se a sua viagem para lá estiver marcada para o fim do ano, vale a pena deslocar-se até a Baía de Sydney e deixar os Pokémon um pouco de lado para apreciar a queima de fogos.

 

» Torre Eiffel (Paris, França)

Kelly Almeida/CB/D.A Press

Quem estiver de passeio pela cidade-luz, além de tirar belas fotos, pode aproveitar para desafiar o atual representante do ginásio da Torre Eiffel. Depois de conquistar a liderança, entre na fila para subir no monumento e conhecer Paris do alto.

 

» London Eye (Londres, Reino Unido)
É claro que um dos pontos mais conhecidos de Londres não poderia ficar de fora dessa febre mundial. Os 135 metros da roda gigante também têm diversos Pokémon. Quem tiver coragem de encarar o passeio pode assumir o posto de líder e ficar, mesmo que por poucos minutos, de olho na terra da rainha.

 

No quadradinho

Os mestres Pokémon de Brasília também contam com centenas de opções de locais para pegar itens e participar de batalhas. Alguns pontos turísticos da capital federal se tornaram ginásios do jogo de realidade virtual e Pokéstops.

 

Helio Montferre/Esp. CB/D.A Press

» Na área central, os monstrinhos estão por toda parte. No Memorial JK, você pode encontrá-los na famosa estátua do ex-presidente Juscelino Kubitschek e Dona Sarah, no último carro usado pelo fundador de Brasília, nas bolas de aço do gramado e na placa que dá as indicações de um dos cartões-postais mais conhecidos da capital. Na Ponte JK, outro monumento muito disputado por turistas, você encontra um Pokéstop.

 

» No Congresso Nacional, em meio ao trabalho do plenário e das comissões, é possível também caçar Pokémon no salão negro, no anexo IV da Câmara dos Deputados, bem como ao redor, como o espelho d’água, o Palácio da Justiça e o Palácio do Planalto. Mais à frente, a Biblioteca, o Museu Nacional e o Teatro Nacional estão recheados de monstrinhos. Você pode 

encontrá-los ainda enquanto espera o ônibus na Rodoviária do Plano Piloto. Desça até a estação central do metrô ou então suba até o Conjunto Nacional para continuar na aventura.

 

Rodrigo Nunes/Esp. CB/D.A Press

» Na Catedral, outro monumento muito visitado, eles estão por toda parte: no campanário, na cúpula do batistério ou no conhecido monumento “As Estátuas dos Evangelistas”. Na Torre de TV e até na placa “Eu amo Brasília”, é fácil capturá-los. Para completar a diversão, siga para o Parque da Cidade, onde, no último fim de semana, mais de 3 mil pessoas se reuniram para jogar o game mais famoso na atualidade. Lá, o mapa dos monstrinhos inclui a entrada, os estacionamentos 10 e 11, o famoso foguetão do Parque Ana Lídia e o Gibão.

 

Fique atento

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

» Se for jogar, evite locais afastados e com pouca iluminação;

» Aproveite que você já está saindo de casa e chame os amigos para jogar também. Em grupo, as possibilidades de assalto são bem menores;

» Nem invente de dirigir com o aplicativo aberto. Você pode acabar se envolvendo em um acidente;

» Respeite o território alheio. Não invada casas, nem entre em locais proibidos. 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.