SUÍÇA

Centro antigo e parques agradáveis são alguns dos lados de Zurique

Na região antiga da cidade, a arquitetura mostra todo o esplendor da cultura. Nos parques bem conservados, a beleza da natureza é ressaltada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/09/2016 09:00 / atualizado em 21/09/2016 10:51

Iana Caramori/Esp. CB/D.A Press

Centro antigo

A região histórica de Zurique guarda edifícios do período renascentista, o que a torna encantadora. Com ruas estreitas, onde carros não são permitidos, o centro antigo é um dos melhores locais para sentar em um café, bar ou restaurante. A rua Niederdorf é uma das preferidas dos turistas e dos suíços — a região também é cheia de lojas. Algumas igrejas do centro antigo são paradas obrigatórias. A Grossmünster é uma delas. Reza a lenda que as duas torres do cartão-postal de Zurique foram erguidas onde estavam os túmulos de Felix e Regula, santos da cidade. Não deixe de dar uma passadinha nas igrejas Fraumünster e a de São Pedro.

 

Iana Caramori/Esp. CB/D.A Press

Museu de Belas Artes
Nas ruas do centro antigo de Zurique está o Museu de Belas Artes, inaugurado em 1787. No acervo, o visitante encontra obras de artistas como Miró, Manet e Baselitz, divididas em sete exibições permanentes. Além disso, a Casa das Artes de Zurique tem

uma das maiores coleções renascentistas do mundo e a maior do pintor suíço Alberto Giacometti. O museu abre das 10h às 18h, na terça-feira e de sexta a domingo. Nas quartas e quintas-feiras, o horário de funcionamento é das 10h às 20h. A entrada para a galeria custa 15 francos suíços, e para as exibições temporárias, 22 francos suíços.

» Mais informações: www.kunsthaus.ch/en

 

Hordur Yngvason/Flickr

Üetliberg

A 20 minutos do centro de Zurique está a montanha Üetliberg, com mais de 800 metros de altitude, que proporciona uma vista panorâmica da cidade suíça e seu lago. Quem quiser ver o cenário ainda mais do alto pode subir a Torre de TV de 186 metros. Além de apreciar a paisagem, é possível fazer várias trilhas de diferentes níveis de dificuldade. Durante o inverno, o destaque é a pista de trenó. O cume da montanha abriga um hotel, restaurante e um salão de eventos. O acesso a Üetliberg pode ser feito pela linha S10 do bondinho, que sai da Estação Central de Zurique.
» Mais informações: www.uetliberg.ch/en

 

» Para saber mais

Como chegar: saindo de Brasília, a opção com menos escalas é ir para Lisboa e, de lá, pegar um voo para Zurique
Moeda: franco suíço
Idioma: a língua oficial é o alemão, mas não é difícil encontrar alguém que fale inglês
Documentos: o passaporte precisa ter validade de, no mínimo, três meses. Não é necessário visto para entrar no país

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.