EXPERIÊNCIAS

Trilha Gastronômica mineira reúne eventos que exaltam gastronomia regional

Nada mais prazeroso do que unir o viajar com a boa comida. O circuito recebe mais de 380 chefs que vão preparar os pratos típicos do estado com o toque tradicional da cozinha no fogão a lenha até dezembro

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/09/2016 09:00 / atualizado em 21/09/2016 12:49

Klessius Henrique/CB/D.A Press

Para quem é apreciador de um bom prato com sabor brasileiro e tempero de comida caseira, um bom programa para um fim de semana ou — quem sabe? — um feriado no meio da semana, é aproveitar a proximidade dos municípios mineiros, pegar a estrada e experimentar os quitutes que fazem parte da programação da Trilha Gastronômica dos Inconfidentes, um circuito turístico cujo objetivo é integrar cidades próximas, com tradição gastronômica e incentivar a participação de novos municípios.

 

Segundo Marcos Vinícius Januário,  gestor do Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes, na Região das Vertentes, que também inaugurou o projeto Trilha Gastronômica, foi feito um levantamento dos eventos gastronômicos que ocorriam na região e quantas pessoas eles movimentavam. A partir de então, cidades como Tiradentes, São João del-Rei, São Tiago, Lagoa Dourada, Alfredo Vasconcelos, São Sebastião da Vitória, Antônio Carlos e Bichinho; se associaram e organizaram um calendário único, de forma que seja possível ao turista visitar todos os eventos.

 

“No último ano, vimos o crescimento dos eventos gastronômicos da região, sobretudo em Tiradentes, com repercussão nacional e internacional. Precisamos valorizar isso e fazer com que eles ganhem mais visibilidade, já que a gastronomia é tão forte em Minas”, explicou o organizador. “Os pratos estão cada vez mais elaborados, mas sem perder a tradição. A sofisticação que os chefs trazem, valorizando a senhorinha que faz a comida no fogão a lenha, a mistura do tradicional com o novo, tem atraído turistas e despertado muita gente para a gastronomia”, afirma. A culinária típica mineira é referência: frango com quiabo, doce de abóbora, tutu de feijão e feijão-tropeiro são os pratos mais lembrados, além do leitão à pururuca e o bolinho de mandioca frito.

 

Água na Boca/Reprodução

Festividades

Até dezembro, cerca de 240 mil pessoas deverão passar pela Trilha Gastronômica. Mais de 380 chefs de cozinha estão trabalhando diretamente nos dias dos eventos, que envolve 166 estabelecimentos, além de 89 oficinas durante 60 dias. Até o fim do ano serão realizadas mais de 10 festividades com foco na gastronomia. Carrancas abriu a programação em agosto com o 6º Festival Cultura e Gastronomia Tiradentes. Em seguida ocorreu o Festival Gastronômico e Cultural de Tiradentes, com grande sucesso de público, assim como o Encontro Mineiro de Food Truck, em São João del-Rei, e a Festa do Café com Biscoito, em São Tiago.

 

Ainda dá tempo de participar e se divertir em várias, como a Festa do Morango e Flores e Rosas, em Alfredo Vasconcelos; a Flequeijo, em Antônio Carlos; a Festa do Pão de Queijo, em São Sebastião da Vitória (distrito de São João del-Rei); a Feira Happy Hour e a Menu Degustação e Encontro Mineiro de Food Truck, em São João del-Rei; e a Festa da Cana, em Prados. O Circuito Turístico Trilha dos Inconfidentes é realizado há 16 anos, sendo um dos mais antigos em funcionamento no estado.

 

Gustavo Guedes/Divulgação

»Programe-se:

Festa do Morango e Flores e Rosas

Data: este mês inteiro
Local: Alfredo Vasconcelos

 

Festa do Pão de Queijo
Data: este mês inteiro
Local: São Sebastião da Vitória (distrito de São João del-Rei)

 

Flequeijo
Data: este mês inteiro
Local: Antônio Carlos

 

Festa da Cana
Data: Outubro
Local: Bichinho (distrito de Prados)

 

Menu Degustação
Data: 12 e 13 de novembro
Local: São João del-Rei

 

Feira Happy Hour
Data: 7 a 11 de dezembro
Local: São João del-Rei

 

Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

Serviço
turismo@tonatrilha.tur.br
trilhadosinconfidentes.tur.br

Mais informações: (32) 3372-8011 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.