SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

HOLANDA

Utrecht é uma festa! Divirta-se com as atrações da cidade holandesa

Jovialidade e anos de história dão contorno ao local, que se destaca pelos festivais, onde a cerveja é a estrela

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/11/2016 10:00 / atualizado em 09/11/2016 12:08

Juliana A. Saad, Especial para o Correio /d

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

A cidade é uma graça, pequena, animada e pode ser facilmente percorrida a pé. Localizada no centro do país, Utrecht abriga a universidade homônima que faz da quarta urbe mais populosa do país, com 335 mil habitantes — e uma das mais antigas, fundada pelos romanos ao longo do Rio Reno em 47 d.C — um reduto jovem, apesar dos seus muitos anos.

 

De cara, Utrecht surpreende com o canal rebaixado do Oudegracht (Canal Antigo), cujo início de construção data do ano 1000. Belas pontes formam arcos sobre as águas verde escuras do Rio Vecht, que se originam de braços do Rio Reno e podem ser percorridas por barcos. Agende um minicruzeiro e você terá a companhia de animados habitantes em canoas, pedalinhos, barcos a remo e até stand-up paddles. Afinal, os canais são a melhor maneira de aproveitar o que a cidade tem a oferecer.

 

Cercados por cafés, bares e restaurantes com todo tipo de comida (francesa, italiana e até holandesas) que ocupam antigos galpões revitalizados com suas mesinhas e ombrelones coloridos, os canais são o ponto de encontro da população e vivem lotados, cheios de gente. As bicicletas (há estacionamentos de bikes por toda a cidade) são o meio de transporte oficial de Utrech — raramente os carros são vistos. 

 

Festivais

A arquitetura antiga que molda o cenário com a Torre Dom, construída em 1382, eleva-se a imponentes 112,5 metros do chão e, após a subida dos tortuosos 465 degraus, a recompensa é o panorama lá de cima que se abre em vistas sobre a cidade. Na ascensão, pequenas e necessárias paradas estratégicas revelam segredos da torre, como os pesadíssimos 13 sinos que dão o tom à cidade.

 

Quando descer da Dom, passe em Pandhof, pelos maravilhosos jardins do monastério da torre da Catedral de São Martinho, que ficam bem em frente, e depois siga para um dos bares ao longo da Praça da Catedral, a Domplein, onde uma cerveja para matar a sede poderá ser bem-vinda.

 

Os festivais são um dos pontos altos de Utrecht e lotam os parques com DJs e bancas que vendem de tudo: cervejas, vinhos, pratos típicos e muita animação. O clima é super gostoso e a maneira de curtir é muito prática: ao chegar ao festival, você pega um copo ou taça (que será devolvido ao final se for de vidro) e compra fichas para adquirir os produtos.

 

O comércio da cidade é bem amplo, reunindo desde antiquários, galerias de arte, ateliês e estúdios (com cerca de 400 deles, a cidade exibe a musculatura artística dos talentos formados na sua Academia de Artes), até marcas e lojas globais em torno do seu canal. Para quem curte shoppings, o maior da Holanda, Hoog Catharijne, fica em Utrecht.

 

E quem gosta de lugares únicos vai apreciar a Twijnstraat, a rua de comércio mais antiga da cidade e os mercados locais, como o Janskerkhof (flores) e o Breedstraat (famoso por seus tecidos). Um charme adicional são as Zeven Steegjes (Sete Ruelas), estreitos caminhos de paralelepípedo ladeados de casinhas geminadas.

 

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

Visite

Miffy é o coelhinho mais famoso da Holanda, e seu criador, Dick Bruna, é autor de livrinhos infantis que são febre entre os pequenos. Por isso, ganhou um museu em fevereiro de 2016 que abriga todos os seus personagens divertidos, o Museu Miffy, moderno e superinterativo, com salas onde as crianças podem brincar nos cenários das historinhas dos livros. É diversão certa para pais e filhos. Fofíssimo!

 

Bem em frente ao Miffy fica o Centraal Museum, ou Museu Central de Utrecht, que dá um panorama artístico da cidade com acervo de arte antiga, moderna, decorativa, história, design e moda. O museu também tem desenhos e mobiliários do famoso designer e arquiteto nascido em Utrecht, Gerrit Rietveld Schröder (não deixe de visitar a Rietveld Schröderhuis). A casa e todos os móveis projetados por Rietveld em 1924, patrimônio da Unesco tem importância icônica, pois é um dos alicerces do Movimento de Stijl (O Estilo), junto com Mondrian.

 

Há também um núcleo dedicado a pintores como Hendrick Brugghen e Pieter Saenredam, entre vários outros nomes importantes do país. Uma atração à parte é o edifício que o abriga um claustro da Idade Média totalmente reformado. Aproveite e passe no café e na lojinha do museu. Não muito longe do Centraal fica o Museu Ferroviário Holandês, parada obrigatória para quem curte trens e ferrovias. Utrecht ganhou fama como centro da malha ferroviária holandesa e exibe orgulhosamente um acervo à altura.

 

Comes e bebes

» Café Restaurante Broers
É um bar, restaurante e casa de chá na parte mais descolada da cidade. Está sempre lotado de gente animada que vai em busca da comida e do ambiente delicioso (o chá da tarde é famoso). Para experimentar o sabor típico da Holanda, peça uma porção de bitterballen, salgado que lembra o nosso croquete e cai superbem com uma Heineken bem gelada.

 

» Castelo de Oudaen

Esse antigo castelo abriga atualmente uma cervejaria a vapor e um restaurante bem no centro da cidade. Fica pertinho, logo em frente a um cais às margens do canal de onde saem cruzeiros e barcos.

 

» Restaurant Aal

Situado em um porão medieval, o restaurante é o local perfeito para desfrutar os ambientes gastronômicos à beira d´água, observando o vai e vem de barquinhos no canal.

 

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

Passeio

» Minicruzeiro pelo Oudegracht
Agende um minicruzeiro pelos canais para conhecer a cidade sob a perspectiva da água.

 

» Trajectum Lumen

O caminho que, ao cair da noite, ilumina artisticamente os principais monumentos antigos de Utrech e deve seu nome (Trajectum) aos romanos que fundaram a cidade.

 

Onde ficar

Uma boa opção é o Park Plaza Hotel, confortável e funcional. Fica a uma curta caminhada do centro histórico e da estação central.

 

ANOTE AÍ

Estilo

Quem curte arquitetura, design e arte deve agendar a viagem para 2017, ano em que o movimento modernista nascido na Holanda, o De Stijil (O Estilo), completa 100 anos e terá programação especial em torno do tema De Mondrian ao Design Holandês. Utrecht terá um tour de bicicleta pelos caminhos do movimento, passando pelos principais pontos arquitetônicos e artísticos do De Stijl na cidade, culminando com visita à Rietveld Schröderhuis. Imperdível.  

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade