HOLANDA

Apaixone-se por Haia, cidade que abriga as casas do poder holandês

Com seus quase 500 mil habitantes e área aproximada de 100 km², é a terceira cidade mais populosa do país. Abriga a realeza, a justiça e a diplomacia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/11/2016 10:00 / atualizado em 09/11/2016 12:35

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

Uma hora e meia de estrada separam Utrecht de Haia (o trajeto pode ser feito de trem), mas as duas são muito diferentes. O charme da cidade medieval encanta de imediato e ali estão a sede do parlamento Holandês, o palácio onde vive o rei Willem-Alexander, chefe de Estado, e todas as embaixadas e ministérios. Haia, ou Den Haag em holandês, transformou-se em centro da política internacional, uma vez que sedia importantes órgãos jurídicos globais, como o Tribunal Internacional de Justiça, o Tribunal Permanente de Arbitragem e, em breve, o Tribunal Penal Internacional.

 

Na cidade está o Noordeinde Palace, sede do parlamento holandês desde 1446, e o palácio da Princesa Beatrix, que reinou por três décadas e passou o trono ao filho e atual rei. Impossível não se apaixonar pelas ruas de pedra da velha Haia, com museus e casinhas típicas muito bem conservados, cortados por canais de água e restôs deliciosos à beira da famosa praia de Scheveningen.

 

O passeio pelo belíssimo bulevar Lange Voorhout, construído em 1764, ladeado por palacetes de época e cercado de árvores frondosas é imperdível, assim como a visita ao Hotel des Indes, um palácio particular convertido em hotel de luxo, onde há o retrato da dançarina exótica e cortesã holandesa Mata Hari, acusada de ser espiã na Primeira Guerra Mundial. Aproveite e tome um drinque no bar.

 

E lá está um templo da modernidade: o Museu Municipal de Haia, com obras de Mondrian, do movimento De Stijl e da Hague School of Painting. Além de Monet, Schiele, Klimt, Picasso e coleções que vão de moda, porcelanas Delft e objetos de Arte Decorativa a gabinetes de curiosidades repletos de raridades que atiçam o olhar. O edifício de 1935 — que é um manifesto Art Déco — foi projetado pelo arquiteto modernista holandês Hendrik Berlage. Christa Meijling, diretora do Gemeentemuseum, se emociona e nos emociona ao falar de Mondrian e suas obras abstratas. Ela explica que as obras do holandês foram adquiridas pelo Museu Municipal de Haia e são do povo.

 

O criador do neo-plasticismo mudou para sempre o nosso olhar com suas composições gráficas recheadas de cores. Duas de suas pinturas mais famosas, “Victory Boogie Woogie” (1944) e “Composição com Vermelho, Amarelo, Preto, Azul e Cinza” (1921), ambas referências absolutas no mundo das artes, são exibidas lá e apenas isso já valeria a visita. Mas o museu tem muito mais e ficará ainda mais legal em 2017 com as exibições especiais em comemoração dos 100 anos do Movimento De Stijl.

 

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

O acervo de Nassau 

Outro local icônico de Haia, o Museu Mauritshuis ocupa o palácio construído por Mauricio de Nassau (da família real de Orange). O nobre se alistou na Companhia das Índias Ocidentais para fazer fortuna e foi enviado ao Brasil para governar a colônia holandesa no Nordeste. Esteta e culto, Nassau trouxe cientistas e pintores na Missão Holandesa (como Franz Post) ao Brasil. Ao retornar a Haia, no século 17, construiu seu palácio, um belo exemplo da arquitetura flamenga, projeto dos celebrizados Jacob Van Campen e Pieter Post, o Mauritshuis foi apelidado de “Palácio de Açúcar” por ter sido erguido com o dinheiro da cana-de-açúcar brasileira e hoje abriga uma brilhante coleção de pintores holandeses de 1400 a 1800.

 

É o grande templo de grandes mestres dessa Era de Ouro, com obras de pintores como Vermeer, Rembrandt, Rubens, Jan Steen, Frans Hals, Van Dyck e Adriaen Coorte. Destaque para Moça com brinco de pérola (1665), de Vermeer, chamada de Monalisa da Holanda, pintura que exala fulgor próprio. A guia do museu, a especialista em arte Christa Meijling, chama atenção para a luz que vem da esquerda e evita que a mão direita do pintor faça sombra. Outra obra magnífica é Aula de Anatomia (1632), do mestre Rembrandt. Emocionante ver de perto obras tão reverenciadas e observar detalhes que só podem ser compreendidos através do conhecimento de especialistas.

 

Juliana A. Saad/ Especial para o Correio /CB/D.A Press

Holanda em miniatura

Madurodam é um parque temático em miniatura, situado em Haia. Todas as regiões do país estão representadas em vívidas construções que impressionam pela verossimilhança. Das casas do canal ao Aeroporto de Schiphol, tudo está lá. Parece um imenso playground a céu aberto, com direito a trenzinhos correndo em trilhos, minifábrica de chocolate, parques, palácios, fábrica de tamancos holandeses, campos de tulipa e os famosos moinhos.

 

Além disso, tem salas interativas que contam fatos importantes da história do país com técnicas digitalizadas que lhe colocam dentro dos momentos históricos através de realidade aumentada com digitalização e som. Um lugar encantador para toda a família. Maaike van der Burg, do Turismo da Holanda, resume bem o encanto de Madurodam: “O parque de miniaturas mostra em tamanho reduzido os principais pontos do país em uma única visita. Um programão para pessoas de todas as idades e perfeito para famílias, o que faz dele um lugar especial e único.”

 

» Visite

Panorama Mesdag
Se desejar ter uma experiência diferente e bem bacana não deixe de conhecer essa ilusão de ótica com 14 metros de altura e 120 metros de circunferência. O Panorama Mesdag foi pintado em 1880 por Hendrik Willem Mesdag, sua esposa e alguns amigos. É um dos melhores e maiores panoramas ainda existentes no mundo. Você consegue vislumbrar o mar, a praia, as dunas e a vila de pescadores de Scheveningen graças à maior tela circular da Europa.

 

Museu Escher
Alojado em um edifício que foi palácio real, reúne os trabalhos do artista gráfico e mestre da pop art Maurits Cornelis Escher, exibidos em uma mostra permanente (Escher in het Paleis) no centro histórico de Haia, bem no bulevar Lange Voorhout.

 

» Comes e bebes

Catch by Simonis
É um restaurante relax-chique, recheado de gente jovem e bonita e com um cardápio matador de frutos do mar. O prato de ostras e lagostas é certeiro. Fica no píer da famosa praia de Scheveningen, com vista para o farol. 

 

Lola Bikes & Coffee
Enquanto toma seu café, aprecie o vaivem de locais, com suas bikes e famílias inteiras nesse charmoso café/oficina, bem ao lado do Palácio Real Noordeinde. 

 

» Onde ficar
Parkhotel Den Haag
» Hospedagem super simpática e confortável nesse hotel quatro estrelas ao estilo art déco, com jardins internos e restaurante com vista para o verde, bem no centrinho antigo da cidade, ao lado dos jardins do Palácio Real. A localização é ótima, cercada de bares, restaurantes, cafés e lojinhas que fazem contraponto delicioso para o olhar do viajante.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.