SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

HOLANDA

Veneza do Norte da Europa, Amsterdã é nosso último destino no país

Durante quatro semanas seguimos um roteiro para conhecer cinco cidades da Holanda. Ao final da nossa viagem, chegamos a capital. Nada do que se diga sobre a cidade será suficiente para descrevê-la

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2016 10:00 / atualizado em 01/12/2016 09:53

Juliana A. Saad, Especial para o Correio /d

Juliana A. Saad Especial para o Correio /CB/D.A Press

Uma visita a Amsterdã não está completa sem apreciar os canais da cidade mais populosa do país, com 833 mil habitantes. A capital da Holanda é chamada de “Veneza do Norte da Europa” devido aos seus muitos canais, tombados como patrimônio histórico mundial pela Unesco. Aqui termina a nossa viagem por cinco cidades holandesas, ao longo de quatro semanas.

 

A foto emblemática da bicicleta apoiada na grade, com o canal ao fundo, é uma das primeiras que o turista faz e posta nas redes sociais. Vai-se dos museus incríveis aos terraços e bares de Amsterdam Noord, passando por restaurantes de etnias como marroquina e etíope a áreas superautênticas como Oud West, frequentada pelos moradores e descobertas por visitantes que gostam de curtir pedaços desconhecidos da cidade.

 

Fundada em 1275, sempre exerceu um papel importante na história do país — e no século 17, durante a “Era de Ouro” holandesa, sediou a Companhia das Índias Ocidentais e chegou ao pódio econômico e cultural do mundo. Centro econômico e cultural da Holanda, Amsterdã sedia importantes edifícios culturais (como o Rijksmuseum e o Museu van Gogh), econômicos (Bolsa de Valores e o Banco Central Holandês) e históricos (como o Anel de Canais do século 17 e as casas e monumentos no seu entorno, também alçadas a patrimônio da Unesco em 2010).

 

A intensidade diária da capital, que atrai um número cada vez maior de empresas de fomento e startups e concentra uma população jovem devido às suas duas universidades, é sentida na sua vida noturna agitada com excelentes restaurantes e hotéis para todos os públicos e bolsos — dos mais sofisticados, como o Hotel l’Europe e o Sofitel Legend The Grand, aos mais simples. E a população super-descontraída e simpática convida a fazer amigos imediatamente. Com distritos diversos e áreas novíssimas e superbacanas como Amsterdam Noord, é tida como a capital cool da Europa.

 

Canais

Juliana A. Saad Especial para o Correio /CB/D.A Press

Símbolo da cidade, os canais (conhecidos como Grachtengordel) são compostos por uma rede de vias que se cruzam e formam cinturões concêntricos ao redor da capital holandesa, totalizando 100 quilômetros de vias aquáticas, com cerca de 1500 pontes e 90 ilhas. Os canais foram a maneira pela qual Amsterdã pôde crescer além de suas fronteiras fortificadas, por meio da drenagem e recuperação de terras para novos empreendimentos.

 

No seu entorno, existem 1550 monumentos nas áreas de Prinsengracht, Keizersgracht, Herengracht, Jordaan e Singel (as quatro primeiras inclusas na lista de patrimônio mundial da Unesco), com seus palacetes à beira d’água, fruto do poderio mercantilista e prosperidade econômica vividos no século de ouro do país.

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade