SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

PESQUISA

Viajar é mais essencial do que se casar ou ter um encontro romântico

Pesquisa mundial mostra que viagem traz felicidade a 70% das pessoas. O momento da reserva é o mais emplogante da experiência

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/12/2016 19:00 / atualizado em 01/12/2016 18:46

Arquivo Pessoal/Alice Watson

Se dinheiro não traz felicidade, pelo menos ajuda a curtir férias em um lugar inédito. Uma pesquisa realizada com 17 mil pessoas do mundo inteiro pelo Booking.com, site de busca por hospedagem, mostra que ser feliz está diretamente relacionado às experiências de viagem de uma pessoa. A maioria (70%) dos entrevistados elege o planejamento e a viagem de férias como prioridade, pois é fonte de uma satisfação duradoura.

 

Quando comparada a uma viagem, a experiência de ir a um encontro romântico é prioridade para 49% das pessoas, assim como o casamento. Ainda em comparação com arrumar as malas e cair no mundo, um noivado é empolgante para 45%, ter um filho é interessante para apenas 29% e conseguir um novo emprego tem sua importância no nível dos 50%. Mais da metade (56%) dos participantes priorizam viagem a bens materiais como roupas, jóias e eletrônicos, enquanto 48% deixam reformas e melhorias na casa de lado se o ganho for viajar.

 

O bem estar proporcionado pelas viagens é tão grande que já começa na fase do planejamento: para 72% das pessoas, pesquisar para onde ir nas férias é algo muito prazeroso. O pico de felicidade, por outro lado, acontece no momento da reserva, na opinião de 56% dos entrevistados.

 

O bacharel e mestre pela Universidade de Harvard e um dos principais especialistas em felicidade do mundo, Shawn Achor, relaciona o prazer em viajar ao dia a dia de trabalho das pessoas no mundo atual. "Em um mundo onde cada centavo e cada segundo contam, viajantes nunca buscaram tanto retorno sobre seus investimentos de tempo e dinheiro. Por que usar suas férias para gastar dinheiro e para ficar mais estressado e menos feliz?", questiona. 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.

publicidade