JOGOS DE AZAR

Nas décadas de glória, cassinos eram sinônimo de glamour, fama e ostentação

Conheça casas de jogo que eram palco não só de apostadores, mas também de vários artistas brasileiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 24/12/2016 09:00 / atualizado em 21/12/2016 16:23

Romulo Fialdini/Divulgação

Além de receber apostadores para tentar a sorte, fumar um charuto ou apreciar boa música, os cassinos impulsionaram a carreira de vários artistas brasileiros e movimentaram a economia do país, principalmente no litoral. Era nos palcos cercados pela jogatina que apresentações de teatro e cantores solo —  muitas vezes com acompanhamento de orquestra — entretinham um público sofisticado e de alto poder aquisitivo. Por isso, esses espaços eram sinônimo de glamour, fama e ostentação. Já que são proibidos de funcionar até hoje, os estabelecimentos se reinventaram com o passar das décadas. Alguns serviram de estúdio para canal de televisão, outros deram lugar a hotéis de luxo. Viaje no tempo com a seleção do Turismo.

 

» Rio de Janeiro

Cassino do Copacabana Palace
Na década de 1930, o cassino atraía celebridades como Albert Einstein, Janis Joplin, Frank Sinatra, Orson Welles e Walt Disney. O filme Flying Down to Rio, por exemplo, mostrou o hotel e cassino carioca ao mundo. Em sua era de ouro, o espaço chegou a ser o mais procurado da América do Sul. Tinha de tudo: da roleta ao blackjack. Carmem Miranda se apresentou ali e há quem diga que outra estrela, o Zé Carioca, nasceu nas dependências do cassino. O personagem de histórias em quadrinhos foi inspirado nos frequentadores de cassinos. Charuto numa mão, caipirinha em outra, ele era a malandragem em pessoa.

 

Cassino da Urca

Cazoba/Flickr

O Hotel-Balneário, erguido para receber os visitantes da célebre Exposição Internacional de 1922, foi transformado em cassino em 1933. O auge da jogatina foi entre 1939 e 1941, quando Carmem Miranda subia aos palcos. A essa altura, o Cassino da Urca era visto como uma das mais importantes casas noturnas do mundo. De 1950 a 1980, o espaço foi ocupado pela TV Tupi. Depois de permanecer vazio por anos, foi alugado pelo Instituto Europeu de Design. Os cursos da escola são ministrados ali desde 2014.

 

Cassino Atlântico

Phd Travel/Reprodução

Cenário do filme Alô Alô Carnaval, o prédio ficava no bairro de Copacabana e começou a ser ponto de encontro de jogadores em 1933. No estilo art déco, tinha o interior luxuoso e o exterior muito parecido com um transatlântico. A alta sociedade frequentava o lugar, que oferecia os clássicos jogos de cassino —  roleta, blackjack, carteado, bacará e campista — e entretenimento de primeira, como jantares seguidos de bailes e artistas internacionais. Após a proibição dos cassinos no país, em 1946, o edifício foi sede da emissora TV Rio, que também deixou de existir. Mais adiante, por volta de 1970, foi a vez do Shopping Cassino Atlântico e do hotel Rio Palace ocuparem os andares do antigo cassino. Quem passa pelo local vê, hoje, o Sofitel Rio de Janeiro, hotel de luxo.

 

Hotel-Cassino Quitandinha (Petrópolis)

Ellen Mariana/Reprodução

Tido como o maior palácio construído até hoje no Brasil — com 50 mil metros quadrados e seis andares —, abrigou um cassino por dois anos até a proibição, em 1946. Os frequentadores eram gente muito rica e celebridades do mundo todo. Políticos brasileiros eram visitantes frequentes e várias decisões que mudaram o rumo do país foram tomadas ali. Depois de fechado, o cassino se tornou um condomínio de luxo e parte do prédio foi comprada pelo SESC.
As salas de jogo estão abertas para visitação.

 

» São Paulo 

Cassino Cine-Teatro de Bauru

Jaime Prado/Reprodução

Aberto por Getúlio Vargas em 1936, o cassino foi construído dentro do asilo-colônia Aimorés, em Bauru, que abrigava pessoas diagnosticadas com hanseníase, também conhecida como lepra. Os pacientes do lugar podiam se divertir com jogos variados, fazer apostas, dançar no salão de baile, curtir a sala de cinema e assistir a peças de teatro. Localizado na área rural do município, o complexo é ocupado atualmente pelo Instituto Lauro Souza Lima, centro de referência em dermatologia.

 

Cassino Paulista

São Paulo em Preto & Branco/Reprodução

A vida noturna da antiga Ladeira de São João — atual Avenida São João, próxima do Vale do Anhangabaú — era marcada, nos anos 1930, por bares, cafés e, claro, cassinos. O Paulista foi crucial para consolidar a boemia na capital e era reduto de políticos e artistas. O público se divertia com apostas, jogos clássicos e desfrutava de shows protagonizados por dançarinas. O prédio foi destruído por um incêndio e, em seguida, demolido para dar lugar ao Cinema Central e, mais adiante, à Delegacia Fiscal.

 

S.A. Monte Serrat Casino Elevador (Santos)

Monte Serrat/Reprodução

O centro nervoso da diversão no estado de São Paulo ficava na baixada santista. A pompa era tamanha que as fichas de aposta eram feitas de madrepérola. A estrutura do cassino, inaugurado em 1927, também não economizava em suntuosidade. O prédio foi erguido no topo do Monte Serrat. Para chegar até lá, havia um funicular (tipo de bondinho puxado por cabos), que é ponto turístico de Santos até hoje. O interior era decorado com objetos e materiais sofisticados: mármore italiano, vitrais belgas e tapetes franceses. Os frequentadores eram pessoas influentes da época, que iam atrás de badalação e de apresentações dos artistas mais importantes da época, como Carmem Miranda. O local se tornou um complexo turístico e preserva as características da época, principalmente a decoração. Os salões são alugados para eventos e servem de mirante para quem os visita.

 

» Minas Gerais

Grande Hotel e Cassino de Araxá (Araxá)

Paulo Leonardo Carvalho/Divulgação

O resort Tauá Grande Hotel e Termas de Araxá leva muitos turistas à cidade mineira e teve um cassino em suas dependências, inaugurado em 1944. Não há registros da jogatina no local, porque era proibido fotografar lá dentro. O documentário Grande Hotel mostra que o cassino era frequentado por celebridades e políticos influentes em plena Segunda Guerra Mundial. O hotel era referência em luxo e sediava grandes eventos.

 

Cassino da Pampulha

Beto Novaes/EM/D.A Press - 13/7/16

Obra de Oscar Niemeyer inaugurada em 1942, o cassino funcionou por dois anos em uma localização privilegiada: às margens da lagoa da Pampulha. A caixa quadrada abrigava um salão de recepção e jogos, além de espetáculos. Abaixo dela, um bar. Acima, restaurante. Em 1944, o lugar foi transformado no Museu de Arte da Pampulha, cujo acervo conta com obras da arte contemporânea brasileira.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.