SERVIÇO

Confira o passo a passo para tirar visto e passaporte antes de viajar

Já está com os papéis em dia? Especialista orienta sobre a melhor maneira de organizar os documentos para viagens internacionais e evitar dores de cabeça no embarque

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/02/2017 09:00 / atualizado em 16/02/2017 12:44

Cadu Gomes/CB/D.A Press

A dica de ouro para uma viagem a outros países é ter a documentação em dia antes mesmo de comprar o bilhete. Mas para quem está com a viagem marcada e se deu conta de que o passaporte perdeu a validade ou precisa de visto para entrar no país de destino, o remédio é correr contra o tempo.

 

Segundo a advogada de imigração Ingrid Baracchini “deixar para a última hora é correr um maior risco de que o documento não esteja pronto a tempo”. Para não ter preocupações com a viagem internacional, a especialista em imigração dá dicas para que tudo dê certo e sem dores de cabeça.

A principal dúvida, principalmente para o turista de primeira viagem, é saber se é necessário pedir o visto antes de renovar o passaporte ou vice-versa. “É uma dúvida bem comum. O primeiro passo é o passaporte. Sem ele, você não consegue solicitar o visto”, explica a advogada. Para tirar o passaporte você pode acessar o site da Polícia Federal e observar as instruções. O site possibilita o agendamento. No dia da visita, o viajante deve estar munido de RG, CPF, Título de Eleitor e comprovantes que mostram que votou nas últimas eleições, além de alguns outros documentos pedidos.

Vistos

Arquivo Pessoal
O processo é simples e, segundo informações do site da Polícia Federal, o prazo para a entrega do passaporte é de seis dias úteis em todo o território nacional. Depois de retirar o documento, deve-se solicitar o visto. “Essa parte do processo acaba sendo um pouco mais complicada”, explica Ingrid, que aconselha a ajuda de um profissional para aquelas pessoas que tiverem dificuldade.

 

O primeiro passo para obter o visto é preencher o formulário disponibilizado pelo Consulado ou Embaixada do país de destino e agendar uma entrevista. “Você precisará pagar uma taxa e, no dia da entrevista, estar em posse de diversos documentos”, instrui a especialista. Vale lembrar que em alguns trechos são necessários vistos para países onde são feitas conexões. Ou seja, não basta apenas o visto para o país que se deseja visitar.

 

» Fique atento

Existem diversos tipos de vistos, que variam de acordo com a natureza da viagem:

  • Visto de turista (B2): com um período máximo de permanência de seis meses, o visto permite que a pessoa apenas visite o país, sem autorização para trabalhar ou estudar;

  • Visto de estudantes (F1): permite que o residente fique no país durante o período do curso, com possibilidade de prorrogação;

  • Visto para participante de programa de incentivo (J1): para quem participa de estágios ou trainees, muito comum para au pairs;

  • Visto de trabalho temporário (H2B): não exige um diploma de ensino superior e, geralmente, é promovido por agências. Muito comum nos casos de jovens que vão trabalhar na Disney;

  • Visto para investidores (EB-5): por um valor de US$ 500 mil, o investidor aplica em uma empresa e recebe o visto. Se o investimento der certo e gerar mais de 10 empregos, o visto pode ser trocado por um Green Card.
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.