NOTÁVEIS

Destinos dedicados à memória dos Heróis da Pátria nascidos no nordeste

Conheça os bravos nordestinos. Eles nasceram ou viveram momentos importantes na região brasileira. Da proclamação da República à luta contra a escravidão, são exemplos de brasileiros

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/05/2017 20:00 / atualizado em 18/05/2017 17:48

Fernando Collor/Flickr

Dois líderes: um foi peça-chave em um momento histórico da política brasileira e outro lutou contra a escravidão. Os alagoanos heróis da pátria inspiram bravura. Na Bahia, a pioneira da enfermagem começou a carreira como voluntária, na Guerra do Paraguai. Além dela, os quatro heróis da Conjuração Baiana e Domingos Martins fecham a lista de baianos no olimpo dos heróis da nação. Saiba mais sobre eles e suas cidades de origem.

 

Alagoas

» Marechal Deodoro

Terra natal do primeiro presidente do Brasil, a cidade é a antiga capital do estado e está a 33km da atual, Maceió. Sua atração mais famosa é a Praia do Francês, mas o município tem mais a oferecer, a começar pelo vasto acervo arquitetônico: igrejas, sobrados e casas — tudo no estilo colonial. A casa onde o proclamador da república nasceu em 1827 foi restaurada pelo Iphan e hoje é museu. O casarão típico do século 17 tem apenas a fachada original. O interior foi dividido de maneira a abrigar uma exposição de peças, quadros e mobília da época em que foi proclamada a República.

 

Visite Alagoas/Reprodução

» União dos Palmares

A principal atração turística do município é a Serra da Barriga, onde viveu  Zumbi dos Palmares. O Parque Memorial Quilombo dos Palmares, inaugurado em 2007, recria o cenário do maior e mais duradouro acampamento das Américas, com construções de pau a pique e elementos da cultura yorubá. Os visitantes são guiados por áudio, com música e textos que narram o cotidiano do quilombo. O parque tem mirantes com vista para a Serra da Barriga, um restaurante e um palco para apresentações artísticas.

» Informações e visita virtual: www.serradabarriga.palmares.gov.br

 

Bahia

O Que Vi do Mundo/Reprodução

» Cachoeira

Em 1864, Anna Nery pediu ao presidente da província da Bahia para ir com os filhos e o marido à Guerra do Paraguai. A enfermeira foi voluntária em hospitais do Rio Grande do Sul durante o conflito e, ao voltar para a Bahia, recebeu várias homenagens. A casa onde nasceu, em Cachoeira (BA), é a sede da Fundação Hansen Bahia — museu dedicado a xilogravuras. O sobrado já hospedou d. Pedro II em 1858 e a princesa Isabel e o conde d’Eu em 1885. A cidade colonial fica no recôncavo baiano e teve seu conjunto arquitetônico restaurado recentemente.

» Informações: www.hansenbahia.com.br

 

Bárbara A.C/Flickr

» Salvador

A Revolta dos Búzios aconteceu na Capitania da Bahia, no final do século 18. As principais reivindicações do movimento eram a independência, o fim da escravidão, um governo republicano, o livre comércio e a abertura dos portos. Quatro revoltosos foram condenados à pena de morte: Lucas Dantas, Manuel Faustino, Luís Gonzaga e João de Deus. Os quatro ganharam bustos de bronze na Praça da Piedade, centro de Salvador.

 

Ceará

Mapio.net/Reprodução

» Fortaleza

Herói da Guerra da Tríplice Aliança, Antonio de Sampaio participou de muitas guerras como militar — batalhas do Período Regencial e Imperial, Cabanagem, Balaiada, Guerra dos Farrapos, Revolta Praieira e da Guerra contra Oribe e Rosas. Ele nasceu na cidade de Tamboril, na fazenda Vitor, a 30km do centro. Na Fortaleza de Nossa Senhora de Assunção, dentro de um prédio histórico tombado, há um museu cujo acervo tem a espada usada pelo brigadeiro na Guerra do Paraguai, além de armamentos e medalhas.

 

Os Soldados da Borracha também foram recrutados na capital cearense, entre 1943 e 1945. Eles foram extrair látex na Amazônia para os Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. Havia uma promessa de retorno a Fortaleza após a guerra, mas a maioria morreu na selva ou por doenças como a malária. Não há monumentos em homenagem a eles, mas o Sindicato dos Soldados da Borracha e Seringueiros do estado de Rondônia propôs a construção do Memorial Soldado da Borracha à Secretaria de Meio Ambiente do estado. As negociações estão em andamento.

 

Pernambuco

Paulo Cezar Rotella Braga/Flickr

» Recife

A Insurreição Pernambucana aconteceu durante as invasões holandesas no Nordeste do país, por volta de 1648. André Vidal de Negreiros, João Fernandes Vieira, Henrique Dias e Filipe Camarão Ceará Mirim lideraram o movimento e são considerados heróis da pátria. O Morro dos Guararapes, na região metropolitana de Recife, foi palco das batalhas mais importantes do período. Hoje há, no local, o Parque Histórico Nacional dos Guararapes, tombado pelo Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (DPHAN).

 

Recife também é berço de Joaquim Nabuco, um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras, um dos maiores diplomatas brasileiros da época do Império, além de historiador, político, jurista, poeta e jornalista. Sua obra mais renomada é O Abolicionismo, Minha Formação, que demonstra o paradoxo de ser educado por uma família escravocrata e ser contra a escravidão. Ele passou a infância no Engenho Massangana, no Cabo de Santo Agostinho (PE), hoje aberto à visitação turística.

 

Joaquim do Amor Divino Rabelo Caneca, conhecido como Frei Caneca, nasceu na capital de Pernambuco. Além de religioso, era político, jornalista e foi um dos líderes da Revolução Pernambucana de 1817. Depois da derrota, ele foi condenado à forca, mas ninguém teve coragem de executá-lo. Por fim, o frei morreu fuzilado. O herói da pátria foi enterrado no Convento do Carmo. Ao lado de uma basílica, o conjunto arquitetônico é da Ordem das Carmelitas e foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN).

 

Visite:  

Museu Brigadeiro Sampaio
» Aberto de segunda a sexta, das 9h às 16h30, e aos sábados e domingos das 9h às 13h
» Entrada gratuita
» Agende uma visita: www.visitas.10rm.eb.mil.br/views/internet/internet_reserva_lista.php
Parque Histórico Nacional dos Guararapes

» Endereço: Ladeira Monte dos Guararapes, Jardim Jordão, Jaboatão dos Guararapes  — PE
» Aberto de quinta-feira a sábado, das 7h às 16h

Engenho Massangana
» Endereço: PE-60 km 10, Cabo de Santo Agostinho
» Aberto de terça a sábado, das 9h às 16h30
» Entrada gratuita
» Informações: www.fundaj.gov.br

Convento e Basílica de Nossa Senhora do Carmo
» Endereço: Avenida Dantas Barreto s/n, Santo Antônio, Recife
» Aberto das 6h30 às 18h30
» Entrada gratuita
» Informações: (81) 3224-3174
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.