COMPORTAMENTO

Fechar um roteiro programado é uma ótima oportunidade de fazer amigos

Grupos de viagem que reúnem participantes da mesma idade são seguros, oferecem tratamento diferenciado que respeita os limites dos idosos, e conquistam cada vez mais integrantes, que criam laços e sempre voltam

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 10/08/2017 10:00 / atualizado em 09/08/2017 20:22

Arquivo Pessoal


Roteiros programados, conforto, segurança e a possibilidade de conhecer novas pessoas e fazer novos amigos foi o que motivou a aposentada Eudócia Lopes, de 63 anos, a ingressar em grupos  de viagem para a melhor idade. “Nessas viagens, como tem um programa, é muito mais tranquilo. É uma forma de estar com pessoas conhecidas e também fazer novos amigos. Estamos assistidos a todo momento e, em caso de qualquer problema, temos a quem recorrer”, conta.



Eudócia fez diversas viagens em excursões para destinos como Argentina, Chile, Portugal, Espanha, França e conta que pretende realizar seu maior sonho no próximo ano; “fui a muitos lugares, mas o meu sonho é conhecer a Itália. Estou programando participar de uma próxima excursão para lá, no ano que vem, e pretendo aproveitar para conhecer o Leste europeu”, diz, animada.

Para o aposentado Marco Túlio Oliveira, 68 anos, não existem pontos negativos em viajar em grupos “É tudo muito bom. Desde o planejamento até a viagem. Os guias estão sempre preparados para nos atender e nas viagens internacionais todos falam português, o que facilita bastante. São momentos agradabilíssimos e uma ótima maneira de conhecer lugares e culturas novas. A organização é um fator essencial”, conta ele, que escolheu a Bélgica e a Holanda como destinos para viver essa experiência.

 

Arquivo Pessoal


O sucesso de uma viagem depende de vários fatores. Entre eles, um dos mais importantes depende exclusivamente do viajante. É preciso tomar alguns cuidados antes de embarcar. Segundo o geriatra Rodrigo Junqueira, fazer uma avaliação do estado de saúde e atualizar as medicações e o cartão de vacinação é de extrema importância. “Calcular a quantidade de medicação necessária para o período, sempre com margem para cima, e lembrar que, caso a viagem seja para outro país, deve-se consultar a legislação do destino, pois em alguns países não poderá ingressar com medicamentos na bagagem sem as receitas médicas”, alerta o médico.

 

Melhor idade, melhores destinos 

Na hora de escolher o roteiro, é preciso ficar atento se a cidade escolhida tem uma boa infraestrutura para receber o idoso e se por lá as opções de passeios e atividades turísticas podem ser realizadas por todas as idades. Alguns lugares são mais indicados, com programações mais propícias. Confira algumas cidades no Brasil e no exterior para partir numa próxima viagem.

 

Holambra — São Paulo

Natal Forcelli/Flickr

O estado de São Paulo reserva muitas atrações, principalmente na “Cidade das Flores”, Holambra. O pequeno município foi colonizado pelos holandeses e ainda guarda muitas tradições europeias. Por lá há parques, bairros com arquitetura característica daquele país. O mês de setembro é a melhor época do ano para visitar a cidade, pois recebe o maior evento de flores da América Latina, a Expoflora.

Águas de Lindóia — São Paulo

GESP - 6/7/08

Ainda no interior de São Paulo, vale a pena conhecer Águas de Lindóia. A cidade, que fica a 180km da capital, é um destino ideal para os idosos que são atraídos pelos seus balneários e águas termais. É um lugar sereno e de muita paz. As serras e o verde local completam a paisagem da cidade.


Caldas Novas — Goiás

Mala de Aventuras/Reprodução

Um dos destinos favoritos das pessoas idosas é Caldas Novas, a 300km de Brasília. Conhecida por ser a maior estância hidrotermal do mundo, as águas quentes da cidade cativam milhares de visitantes que anualmente ocupam o maior complexo hoteleiro do Centro-Oeste. O lugar também é indicado por suas águas  terapêuticas.

Vale dos Vinhedos — Rio Grande do Sul

Nailton Barbosa/Flickr

O Sul do Brasil é parada obrigatória para os idosos que gostam de um bom vinho e de admirar encantadoras paisagens. O Vale dos Vinhedos fica a 120km de Porto Alegre e compreende as cidades de Bento Gonçalves, Garibaldi e Monte Belo do Sul. Por lá há passeios de trem, visitas a vinícolas e até tratamentos de beleza com vinho.

Sintra — Portugal

Tiago Santos/Reprodução

O país é famoso por seus encantos naturais e arquitetônicos. Sintra é uma cidade a 30km da capital portuguesa. Os jardins, museus, castelos e palácios compõem as belezas locais. Os turistas podem desfrutar das praias próximas, como Azenhas do Mar (foto), degustar vinhos do Porto e passear por lojinhas de peças tradicionais , como os azulejos pintados à mão e objetos de cerâmica.

Toscana — Itália

Atzuma/Reprodução

Nada melhor do aproveitar o tempo livre para descansar sob o sol da Toscana. A paisagem característica da cidade dáa impressão de estar em um filme. As construções medievais são exuberantes, fazendo da cidade uma das mais queridas da Europa. Considerada o berço do Renascimento, Toscana é um tesouro histórico.

Quebec — Canadá

OrangeSmile Tours/Reprodução

A cidade canadense é a capital francesa no país. Estar em Quebec é sentir um pouco da , França. A língua, a arquitetura e a cultura revivem o país europeu. Construções históricas, parques e praças compõem Quebec, que atrai milhares de turistas da melhor idade, que procuram unir, em um só destino, conforto, segurança e belezas.

Montevidéu — Uruguai

Tuoco Viagem/Reprodução

A cidade uruguaia é coladinha ao Brasil e é ideal para aquelas pessoas que querem experimentar uma nova cultura, mas não querem ou não podem ir para muito longe. Por ser praiana, lembra o Rio de Janeiro, com grande movimentação nas praias no verão. O local conta com uma gastronomia rica e diversos programas culturais.

 

» Siga as dicas 

De uma forma geral, quando se faz uma viagem de carro, ônibus ou avião, a cada hora deve-se levantar e caminhar um pouco. Se for de carro, tem que parar, descer e caminhar para evitar uma pressão acentuada na coluna lombar. No avião, o passageiro deve jogar o tronco para trás e se esticar a cada duas horas para aliviar a coluna vertebral. Lembre-se desses e dos outros conselhos do doutor Marco Polo Dias Freitas, geriatra e Chefe do Serviço de Geriatria do Hospital Universitário de Brasília.

A cada hora, movimentar os pés, que movimentam as panturrilhas para bombear o sangue e para que os pés não fiquem inchados.

Se  toma medicamento contínuo, levar uma quantidade na bolsa de mão para o caso de a mala extraviar.

Em viagens internacionais, levar a caixa e a receita de todos os remédios que está levando para evitar problemas na alfândega.

 

» Quem leva

Agências de turismo especializadas na terceira idade:

Bancobrás
  • Endereço:  SCS, Qd. 04, Bloco A, nº 230 - Asa Sul, Brasília - DF
  • Telefone: 0800 61 2255
  • Funcionamento: das 10h às 22h
  • www.bancorbras.com.br/agencia-de-viagens/
Pastore Turismo
  • Endereço: R. João Ramalho, 714 - Perdizes, São Paulo - SP
  • Telefone: (11) 3675-7780
  • Funcionamento:10h às 18h
  • www.pastoreturismo.com.br/
Luiza Tour
  • Endereço: Rua Conselheiro Peretti, 283 - Casa Amarela, Recife - PE
  • Telefone: (81) 3268-7522
  • www.luizatour.com.br/
Donato Viagens
  • Endereço: Av. Rouxinol, 1041 - Indianópolis, São Paulo - SP
  • Telefone: (11) 3555-8000
  • Funcionamento: das 10h às 18h
  • http://donatoviagens.com.br/

*Estagiária sob orientação de Taís Braga.  

 

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.