HORROR

Conheça as lendas e as instalações dos hotéis mais assustadores do planeta

Que tal uma experiência de hospedagem inusitada? Nesses lugares, a proposta é passar a noite com medo, embalado pelo suspense e por histórias horripilantes. Arrisque pelo menos um pernoite

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/08/2017 10:00 / atualizado em 16/08/2017 15:14

Jimmy Giambrone/Flickr

The Stanley Hotel, do filme O Iluminado (Estados Unidos)

O livro de Stephen King foi adaptado para as telonas em 1980, quando o Hotel Overlook, na cidade de Estes Park prova que o isolamento pode fazer uma família inteira enlouquecer. Foi lá mesmo que Stephen King se hospedou com a mulher, na década de 1970. O lugar era tão vazio e macabro que o escritor teve pesadelos durante a estadia. Ao menos a experiência serviu de inspiração para a história do livro. Hoje, os visitantes movimentam o lugar, mas, ainda assim, a atmosfera assustadora paira por ali.


» Informações: www.stanleyhotel.com

Reids Italy/Reprodução

Hotel Burchianti (Itália)

Próximo das principais atrações de Florença, o hotel foi o favorito dos artistas que iam à cidade nos anos 1930. Benito Mussolini também frequentava o lugar. A decoração clássica e repleta de cortinas, quadros e bibelôs ajuda a torná-lo um dos lugares mais assustadores da cidade. O quarto Fresco é tido como o pior nesse quesito. Uma pintura no teto “observa” os hóspedes a noite toda. Alguns narram ter visto o fantasma de uma mulher tricotando no saguão e até uma camareira acordando mais cedo que o normal para arrumar os quartos.
» Informações: www.hotelburchianti.itv

Milton Diaz/El Tiempo

Hotel da Cachoeira de Tequendama (Colômbia)

Aberto em 1928, fechado no início dos anos 1990 e reinaugurado como museu em 2014, o antigo hotel fica na beira de um penhasco com 150 metros de altura e tem vista para uma queda d’água famosa entre os turistas. Quando compraram o imóvel, os proprietários não sabiam que a água do Rio Bogotá estava contaminada e nem que o despenhadeiro se tornaria um ponto tão atraente para os suicidas. Diz a lenda que os espíritos de quem morreu ali vagam pelos corredores do atual museu, distante 30 minutos de Bogotá.
» Endereço: Vía Mesitas, km 5,7, Vereda San Francisco, Soacha

Brian Aslak/Flickr

Hotel Russel (Austrália)

Frequentado por marinheiros aportados na Baía de Sydney e hospital temporário durante o auge da peste bubônica, por volta de 1900, o hotel está no bairro mais antigo de Sydney, The Rocks. Hoje, um hotel boutique funciona no prédio — um dos mais antigos da Austrália. Apesar de agradável e bem decorado, o lugar é cheio de marcas do passado. Conta-se que o espírito de um marinheiro que morou no quarto número oito costuma atormentar quem dorme ali e só aparece (ao pé da cama) se o hóspede for mulher e estiver sozinha.
» Informações: www.therussell.com.au

Sohaib Mohamed/flickr

First World Hotel (Malásia)
Tão assustador quanto imponente, esse é um dos maiores complexos hoteleiros do mundo. No topo das Montanhas Titiwangsa, a estrutura tem até shopping center, mas o que chama bastante atenção é a suposta atividade paranormal que acontece ali. Visitantes já narraram não terem conseguido dormir por causa de fantasmas. Conta-se que são os espíritos dos vários jogadores que se mataram depois de perder dinheiro no cassino do hotel. O elevador do hotel passa direto pelo 21º andar, onde aconteceram os suicídios.
» Informações: www.rwgenting.com

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.