TRÂNSITO

Vai viajar para o exterior? Conheça as regras para dirigir em outros países

Existem infrações que podem tirar o seu sossego e outras que, de tão curiosas, fica difícil acreditar que existam. Fique atento à legislação ao conduzir no Brasil e em alguns países

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/08/2017 10:00 / atualizado em 23/08/2017 16:21

Rune Lind/Flickr

No Brasil é comum surgirem boatos sobre o Código de Trânsito Brasileiro, alguns até plausíveis, outros com explicações questionáveis, porém há regras que não se sabe se surtem algum efeito ou se existe alguém que cometa o tipo de infração. Outros países também possuem leis inusitadas e que nos deixam em dúvida se são reais.

 

Uma lei que causa polêmica é a da obstrução da via por falta de combustível. A infração é média, com quatro pontos na carteira, além da remoção do carro. Outra regra pouco conhecida é a de transportar líquidos inflamáveis no carro, com exceção do álcool de farmácia. O condutor tem que levar o galão a pé.

É comum encontrar pessoas autuadas por excesso de velocidade, mas uma infração pouco conhecida — e pouco cometida — é andar abaixo da metade do limite estipulado. Também acarreta em multa, de acordo com o CTB. Uma infração média e quatro pontos na CNH. A exceção, claro, é apenas nos congestionamentos.

João Ferreira Santana/Flickr

Vizinhos
Após descobrir o que pode ou não ser infração em diversos países, resta ter a oportunidade de dirigir lá fora. Para isso é preciso alguns cuidados. Em alguns países do Mercosul, como o Uruguai e a Argentina, apenas a CNH e a identidade são suficientes para rodar. Nos demais países da América do Sul é preciso ter o Seguro Carta Verde, que pode ser adquirido em qualquer corretora.

Já para lugares como Estados Unidos e Canadá, as autoridades de trânsito podem requerer mais do que a carteira. Por isso, é necessário ter o PID (Permissão Internacional para Dirigir), que deve ser solicitada no Detran pelo valor de R$ 213,98. O documento é retirado mediante cadastro que pode ser feito no próprio site do órgão estadual (www.detran.df.gov.br) e retirado no local escolhido com apresentação de documento original com foto e em bom estado de conservação e CPF.

O condutor deve, no mínimo, procurar informações sobre o destino, as regras de trânsito e sinalizações. Multa por excesso de velocidade nos EUA pode resultar em prisão do infrator.

Carla Arena/Flickr

Curiosas
Mas não é só no Brasil que existem algumas leis de trânsito incomuns. Enquanto por aqui molhar um pedestre pode acarretar em infração média e uma multa de R$16, em certos países asiáticos o valor da penalidade é de mais de R$ 200. No estado de Massachusetts, Estados Unidos, é proibido dirigir com um gorila no banco de trás. Na Inglaterra existe uma lei bastante óbvia, que precisou ser documentada. Na terra da rainha é proibido dirigir se você não estiver sentado no banco da frente.

Os Estados Unidos têm mais um representante na lista: na cidade de Marietta é ilegal cuspir de um carro ou ônibus, porém o ato é permitido se você estiver no caminhão. Os desleixados teriam problemas na Rússia e na Romênia. Nesses países, os veículos podem ser multados por circularem muito sujos. Mas a mais complicada de todas certamente é a legislação das Filipinas. Lá, o motorista não pode dirigir em algumas das zonas mais movimentadas do país dependendo do dia da semana e do último dígito da placa do carro.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.