ARQUITETURA

Descubra as belas catedrais que são o berço do catolicismo no Brasil

Os brasileiros são a maior população católica do mundo, conheça os belíssimos templos religiosos que existem por aqui

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/11/2017 10:00 / atualizado em 03/11/2017 17:36

País com o maior número de católicos em todo o mundo, segundo o Anuário Estatístico da Igreja de 2015 — o último publicado pelo vaticano, o Brasil tem 172,2 milhões  fieis batizados, o que representa 26,4% do total de católicos do continente americano. O México está em segundo lugar, seguido dos Estados Unidos. Os brasileiros têm centenas de igrejas, dezenas de templos gigantescos e belíssimas catedrais. Conheça algumas.


Francisco Aragão/Flickr

Catedral de Brasília — Distrito Federal

Visita obrigatória de todos os turistas que vêm a Brasília, a catedral é um marco arquitetônico da cidade e do país. Com projeto de Oscar Niemeyer e execução do engenheiro Joaquim Cardoso, o moderno templo foi construído no governo de Juscelino Kubitschek entre 1959 e 1970. A proposta inicial era que a catedral fosse um templo ecumênico mantido pelo Estado, mas os subsídios do governo pararam anos mais tarde e o edifício foi totalmente entregue à igreja católica. Os dezesseis pilares de concreto, em formato de bumerangue, são o diferencial da sua arquitetura externa e por dentro os seus maravilhosos vitrais são o ponto-chave da construção de Niemeyer. Acredita-se que os desenhos no teto da catedral significam duas mãos voltadas para o céu, mas é algo que varia da interpretação  e da fé de cada um.

Mapio.net/Reprodução

Catedral de Maringá — Paraná

Diferentemente das célebres igrejas europeias, a Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória é símbolo máximo de Maringá por sua arquitetura ousada e moderna. O formato cônico da catedral faz dela a mais alta da América Latina e o 25º monumento religioso mais alto do mundo. Sua construção é recente, de 1972, na era dos “Sputniks” que significa se afastar do mundo e se aproximar de Deus. Essa é a mensagem que sua grandiosa estrutura física, com mais de 114 metros de altura, pretende transmitir aos fiéis e turistas.

 

 

 

 

 

  


Catedral Metropolitana de São Paulo — São Paulo

Losowe Miejes/Reprodução
Mundialmente conhecida como Catedral da Sé, essa é a maior catedral do Brasil e o quarto maior templo neogótico do mundo. Foram precisos quatro décadas para erguer esse maravilhoso monumento paulista, entre 1913 e 1967. Apesar de ser um grande impulso da religião católica no Brasil, infelizmente aqui não havia as obras de arte necessárias para decorar o templo. Então, foi preciso que todos os mosaicos, esculturas e mobiliário fossem trazidos da Itália. Com o passar do tempo, a igreja sofreu danos em sua estrutura e nos anos 2000 foi restaurada. Na catedral estão sepultados bispos e arcebispos de São Paulo, além de grandes nomes da história brasileira, como, por exemplo, Regente Feijó, Bartolomeu Lourenço de Gusmão e Dom Paulo.

 

 

 

 

 


Rio de Janeiro.Neli Tur/Reprodução

Catedral de São Sebastião — Rio de Janeiro

Localizada no coração carioca, a catedral é um dos principais edifícios no centro do Rio de Janeiro. Moderno e conceitual, seu formato cônico homenageia as pirâmides maias da antiguidade. Com capacidade para vinte mil pessoas, a beleza da edificação se dá por seu tom sóbrio, linhas retas e diversos vitrais no seu interior. O templo é palco de importantes celebrações da cidade.

Expedia/reprodução

Catedral Basílica Primacial São Salvador — Bahia

Além de toda festividade que envolve a cidade, Salvador também é conhecida por suas inúmeras igrejas. A catedral, por sua vez, é a mãe de todas as da cidade e é onde o arcebispo metropolitano e primaz do Brasil está. Seu nome Primacial significa que a catedral foi a primeira arquidiocese do Brasil. Apesar de ter sido construída no período barroco, a arquitetura da igreja é maneirista, uma das poucas obras do movimento no Brasil. Sua construção foi conturbada, longa e aconteceu entre os anos de 1657 e 1746. Ela fica no pelourinho e é uma das principais atrações do centro histórico de Salvador.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.