CANADÁ

Os sabores de Toronto: uma aventura gastronômica no extremo norte do mundo

Comer e beber em Toronto é um roteiro rico em experiências. Junte-se aos sabores a gentileza e a generosidade de todos os povos que formam a população da cidade e terá uma viagem deliciosa

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2017 09:00

Tourism Toronto/Divulgação
 

A suavidade canadense se percebe no trato com as pessoas. Não só durante uma caminhada no centro, a bordo de um táxi ou no atendimento do comércio, mas também na alimentação. Tantas diferenças reunidas só poderia resultar em uma quantidade incontável de sabores. Da alta gastronomia ao fast-food, dos sucos às bebidas alcoólicas, há espaço para todas as combinações.



E não pense que as estações menos quentes limitam a viagem ao extremo norte do mundo. Mesmo durante o outono, apesar de temperaturas a variar entre 0ºC e 10ºC, é possível explorar o que Toronto tem de melhor. Além do aconchego de elegantes restaurantes, bistrôs e cafés, mercados abertos e espaços revitalizados garantem passeios repletos de informação, descobertas, encantos e prazeres gastronômicos.

De tão diversificado, o universo gastronômico em Toronto é infinito. Mesmo assim, ele pode ter um começo e, a partir daí, o horizonte é amplo. Uma dica é começar a aventura na cidade canadense por uma visita ao Kensington Market, no centro da cidade. O grande quadrilátero formado pelas ruas College, Dundas e Bathurst, além da Avenida Spadina, chama a atenção pela oferta de centenas de restaurantes, lanchonetes, bistrôs, cafés, confeitarias, cervejarias e lojas de queijos e temperos. Fica um ao lado do outro e há comida para todos os gostos — e restrições — numa mistura eclética de sabores e culturas.

 

Guilherme Goulart/CB/D.A Press

 

A variedade convida a uma expedição a pé. Um dia ensolarado, então, é perfeito para explorar todo o potencial da histórica região, que, nos anos 1920, abrigava um prestigiado mercado judaico. Agora, um reconfigurado Kensington Market encanta pelo charme, pela beleza e, principalmente, pelo lado descolado. Não estranhe, portanto, se, no caminho, se deparar com intervenções de arte urbana, como grafites nas fachadas das casas e um jardim cultivado dentro de um carro estacionado ao longo do meio-fio.

 

Encarando o food tour

 

A diversidade gastronômica é tanta que existem food tours criados para o local. Um deles tem como guia o animado Kevin Durkee, cofundador da Culinary Adventure Co., que escolheu como ponto de partida o Caplansky´s, delicatessen localizada em frente a um dos mais antigos prédios da brigada de incêndio de Toronto. O negócio familiar serve café da manhã, almoço e jantar desde 2008. Mas o carro-chefe é o inusitado sanduíche BBLT, com bacon de carne bovina. O pão é macio e crocante, servido com batata chips. Vale experimentá-lo acompanhado dos vários tipos de mostarda feitos pela casa.

 

Guilherme Goulart/CB/D.A Press
 

 

A próxima parada é uma experiência à parte. Inaugurada há cerca de 20 anos, a Wanda’s Pie In The Sky é toda um convite à infância. Entrar nesse café vegetariano  se revela uma experiência para paladar, visão e olfato. Tortas, bolos e docinhos dividem espaço com paredes e quadros coloridos, desenhados com traços finos e elegantes. O bom gosto é da dona, Wanda Beaver, ex-estudante de design que vendia guloseimas aos conhecidos. O negócio cresceu e virou destaque na região. Ao som de rock n’ roll, experimente o carro-chefe da casa: a torta de cereja. Imperdível.

O passo seguinte é o aconchegante Nu Bügel. Ali, o forno a lenha garante uma deliciosa variedade de bagels, expostos em uma vitrine para todo o tipo de exigência. Uma boa pedida é o bagel de truta defumada com mostarda e geleia picante. O doce, o salgado e o apimentado se fundem em um sabor intrigante. Um aperitivo para o que vem a seguir: um mercado de temperos e queijos, reforçando que a gastronomia é democrática. Uma vez na 4 Life, não deixe de degustar os mais diversos queijos.

 

Guilherme Goulart/CB/D.A Press
 

 

Seguindo em frente, chega-se a um quiosque que só não passa despercebido porque o cardápio de salgados está escrito em português. Lê-se: pastel de queijo e coxinha. Ao fundo, duas bandeiras do Brasil não deixam dúvidas sobre a origem do dono. Do outro lado da rua, fica o Fresco’s, primeira oportunidade para sentir um dos sabores típicos do Canadá. O poutine — nada além do que batata frita com queijo e molho de carne — serve como um ótimo fast-food pré ou pós-balada, proposta desse restaurante amplo, decorado com quadros dos Beatles e atraente para a juventude. Os bolinhos de lagosta também são uma boa pedida, acompanhados pelo clássico refrigerante canadense Pop Shoppe.

A expedição gastronômica termina, com a barriga cheia, na Toronto Popcorn Company, especializada em pipoca. São mais de 45 sabores. Entre eles, alguns inusitados, como piña colada, café, milkshake de morango e limão. Tudo feito na hora, em frente aos loucos por doces. Haja comilança.

 

Patrimônio

Guilherme Goulart/CB/D.A Press
 

 

O mercado ao ar livre de Kensington se desenvolveu com a chegada de diversos imigrantes ao Canadá. Norte, sul e centro-americanos, além de africanos e asiáticos, contribuíram para o crescimento da área. Em novembro de 2006, a região recebeu o título de Patrimônio Histórico do Canadá.

 

O jornalista viajou a convite da Toronto Visitors & Convention Association

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.