Turismo

Beber em Portugal: descubra o melhor lugar para apreciar um vinho português

Aproveitar o passeio na região de Sintra, próxima Lisboa, é um bom caminho para conhecer o processo de produção e apreciar a bebida

Cidade de Colares: sinergia entre o vinho e o turismo

Segundo dados de um estudo elaborado para a Associação das Rotas do Vinho de Portugal, as unidades de enoturismo receberam 2,2 milhões de visitantes em 2016, número que representa cerca de 10% do total de turistas registrados no ano passado em Portugal. Na região de Lisboa, as vindimas estão sempre associadas às festas do vinho, o que impacta positivamente a restauração e a hotelaria da cidade.


Atualmente, segundo Vasco d’Alvillez, presidente da Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVR), “há uma sinergia  grande entre os vinhos e o turismo. Temos a percepção clara de que a interação é tão intensa que, nessa fase, o turismo impulsiona os vinhos, e os vinhos atraem turistas.”
Cidade de Palmela faz parte da Península de Setúbal

Quem quiser explorar a infinidade de vinhos produzidos na região de Lisboa tem que visitar a Península de Setúbal, composta por Montijo, Palmela e Setuúbal. A viticultura na região vem evoluindo de forma considerável nos últimos anos, proporcionando aos viticultores a obtenção de uvas de melhor qualidade, com produções economicamente viáveis, ambientalmente sustentáveis e que permitem a obtenção de vinhos com singular relação qualidade/preço.
A cave Visconde de Salreu está localizada em uma quinta

Seguindo na rota dos vinhos, há um legado vitivinícola que não pode ser esquecido. Colares, reclinada sobre duas colinas da Serra de Sintra, é demarcada desde 1908. Ali, é produzido o famoso Vinho de Colares, de sabor aveludado e tom rubi. As vinhas de Colares têm características muito próprias, devido à proximidade do mar e de ventos marítimos muito fortes.

Tradição 

O Vinho de Carcavelos, de renome internacional e tradição secular, detém qualidades reconhecidas e confirmadas durante o reinado de dom José I. E sob forte influência do primeiro conde de Oeiras e marquês de Pombal, o vinho viveu o seu maior apogeu.
As vinhas são o ponto alto e atraem muito viajantes

É conhecido como um vinho bem marcado pelas características naturais da região: terrenos calcários de declives voltados para o Sul, com temperaturas amenas e ventos de Norte que diminuem a umidade marítima.

Para saber mais
O coração dos vinhos

Criada em 1997, a Associação Turismo de Lisboa (ATL) é uma entidade privada sem fins lucrativos com mais de 800 associados, que se dedicam, no todo ou parcialmente, à economia do turismo da região, com a missão de promover Lisboa como destino turístico de excelência. Mais informações: www.visitlisboa.com.