SIGA O
Correio Braziliense

Triumph Thunderbird chega ao Brasil com fôlego surpreendente

A moto da tradicional marca inglesa mescla o estilo clássico com modernidades tecnológicas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/07/2014 08:36 / atualizado em 07/01/2016 11:19

Triumph/EM/Divulgação/D.A Press

Campinas (SP) — O estilo clássico, com muitos cromados, além de posição de pilotagem mais confortável e volume de respeito, pode sugerir um comportamento mais pacato. Entretanto, a inglesa Triumph Thunderbird Commander 1.700, lançada mundialmente em 2013 e que agora chega importada oficialmente ao Brasil, tem um fôlego surpreendente, com o mesmo motor da irmã mais enfezada, a Thunderbird Storm, também comercializada no Brasil. São dois cilindros em linha, com 1.699cm³ de cilindrada que fornecem 93,8cv a 5.400rpm e torque de 15,4kgfm a 3.500rpm. Números capazes de proporcionar um verdadeiro soco na boca do estômago do piloto ao acelerar forte.

 

 

Porém, para conciliar conforto e musculatura, a Commander sofreu algumas modificações em relação ao modelo Storm, do qual é derivada. Para comportar um banco com maior espessura de espuma, além de apoio lombar, para maior comodidade em longos trechos, sem elevar a altura do assento, o quadro foi modificado e rebaixado. Com isso, a caixa do filtro de ar foi reduzida, e o motor ajustado, perdendo 4,2cv, além de 0,5kgfm de torque, que, contudo, não alteraram a pegada vigorosa nas reacelerações, característica muito apreciada pelo segmento cruiser, próprio para encarar estradas, do qual faz parte.

Leia mais notícias em Veículos

 

O interessante é que grande parte dos modelos desse segmento utilizam motor com dois cilindros em V, que produz som grave e ritmado e funciona como música para os seguidores. A Commander não segue o figurino, com os dois cilindros paralelos, refrigerados a água, mas conseguiu um ronco semelhante e bastante agradável.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.

 

 

publicidade

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.