SPOILER

Conteúdo para impressionar, Ford antecipa informações do novo Ecosport

A renovação do SUV chegará ao mercado brasileiro em meados de agosto, mas a Ford resolveu antecipar alguns pontos sobre a versão 2.0 Titanium, a topo de linha, que deve ficar acima de R$ 90 mil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/07/2017 15:00

Enio Greco - Especial para o Correio

Ford/Divulgação
 

Com tantos lançamentos no segmento de SUVs pipocando por aí, a Ford parece estar ansiosa para apresentar a nova geração do seu “queridinho” Ecosport, que só deve dar o ar da graça daqui a um mês e meio. Mas a montadora resolveu antecipar algumas informações sobre a versão topo de linha do utilitário esportivo compacto, a 2.0 Premium, que chegará com um amplo pacote de equipamentos, incluindo sistemas de segurança ativa e passiva, além de teto solar elétrico e sistema multimídia Sync 3 com tela flutuante de oito polegadas. A Ford só não revelou os preços do modelo.

Com o visual totalmente renovado, o Ecosport traz novos capô, parachoque e grade dianteira elevada, que adota um sistema de controle ativo, abrindo e fechando de acordo com a velocidade. Segundo a Ford, tal recurso deixou o SUV compacto 11% mais eficiente em termos de aerodinâmica, com Cx 0,35, resultando em economia de combustível. Os faróis contam com duplo refletor e lâmpadas de xenônio e luzes diurnas com LEDs. O modelo terá ainda rodas de liga leve de 17 polegadas, barras paralelas no teto com novo desenho e frisos cromados nas laterais.

Por dentro, parece que o novo Ecosport vai trazer algumas melhorias, substituindo o plástico duro por materiais mais agradáveis ao toque, como o painel emborrachado. Os bancos foram redesenhados e ganharam apoios laterais e, na versão topo de linha, são revestidos em couro tratado com repelente de sujeira. A central multimídia é a Sync 3 de nova geração, com tela flutuante tátil de oito polegadas, de alta resolução e comando por voz. Trabalhando em conjunto, o modelo traz sistema de som premium Sony, com nove alto-falantes. O painel de instrumentos tem tela de 4,2 polegadas que exibe as informações do computador de bordo, e o ar-condicionado é digital.

 

Praticidade

Ford/Divulgação

Outro destaque do novo Ecosport são os 20 porta-objetos distribuídos na cabine, incluindo compartimentos para acomodar smartphones. O modelo traz ainda duas entradas USB no console, dois pontos de força de 12V, descansa braço com compartimento interno, porta-luvas climatizado e porta-malas com abertura elétrica. O compartimento de bagagens tem 356 litros e conta com assoalho inteligente, permitindo três configurações de espaço, criando um porta-objetos inferior com capacidade de 52 litros. Já com o banco traseiro totalmente rebatido, a área para bagagem é ampliada para 1.178 litros.

Entre os itens de conforto do SUV compacto estão a chave que abre e fecha automaticamente as portas da frente e o porta-malas, partida por botão, sensores de presença e chuva e acendimento automático dos faróis. No quesito segurança, o novo Ecosport quer fazer a diferença, trazendo sete airbags (frontais, laterais, de cortina e de joelho para o motorista), controles de tração e estabilidade, monitoramento da pressão dos pneus, câmera de ré, alertas de ponto cego e tráfego cruzado, sistema anticapotamento, assistente de partida em rampa e fixação de cadeiras infantis no banco traseiro (Isofix).

 

Mecânica melhorada

Ford/Divulgação
 

A versão Titanium é equipada com o motor 2.0 flex, dotado de injeção direta de combustível e duplo comando variável independente de válvulas, que gera 176cv quando alimentado com etanol. A Ford substituiu o problemático câmbio Powershift pelo automático de seis velocidades que equipa o Fusion, que permite trocas de marchas manuais por meio das aletas atrás do volante. Com esse conjunto, o novo Ecosport acelera até 100km/h em 9,5 segundos.

Mas o novo Ecosport terá outras versões, equipadas com o novo motor 1.5TiVCT de três cilindros, mais eficiente que o 1.6 Sigma, que continuará equipando o Fiesta. Enquanto o quatro-cilindros 1.6 gera 128cv e 16kgfm de torque, o 1.5 entrega 137cv e 16,2kgfm. O três-cilindros tem comando de válvulas duplo e independente, na admissão e no escape. Com tudo isso, a Ford espera dar nova vida ao Ecosport e recuperar a liderança do tão cobiçado segmento dos SUVs compactos.

Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.