Almoçar em casa durante o dia de trabalho é um grande luxo para poucos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 21/11/2012 11:17

Não são apenas as grandes mudanças que fazem diferença na qualidade de vida urbana. Almoçar em casa, em pleno dia de trabalho, é um luxo raro entre os trabalhadores das grandes cidades, mas comum a muitos brasilienses — que driblam o crescente engarrafamento e desfrutam da comida caseira, à mesa, com a família reunida.

Wellington Pantaleão é um desses exemplos. Diariamente, por volta das 13h15, ele sai do trabalho, no Setor Comercial Sul, e se desloca de carro até o apartamento na 212 Sul, onde mora. Chega ali por volta das 13h30 e saboreia a comida caseira. “Sou de São Paulo e aqui não há grandes engarrafamentos. Vou pelo Eixão e chego em casa em 10 minutos”, diz o advogado especialista em direitos humanos, residente em Brasília desde 2007.

Dulce Angelina/Esp.CB/D.A.Press

A nova rotina faz parte da vida de Wellington há cerca de um ano, quando começou a questionar o custo-benefício de almoçar na rua. “A comida na rua é cara e de qualidade ruim. Em casa, preparo a refeição com bons produtos e garanto saúde. Trabalho muito, em ritmo estressante, e é uma das formas que encontrei de me cuidar“, revela o jovem de 33 anos.


NO PLANO PILOTO

214,5 mil habitantes

53,7% mulheres

60,9% domicílios próprios

26,8% domicílios alugados

42,7% dos domicílios têm dois ou mais automóveis

91,5% trabalham e moram em Brasília

R$ 10.974 é a renda média familiar

Fonte: Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios (Pdad) / Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan)


PARA O BEM E PARA O MAL

O Instituto Brasileiro de Qualidade de Vida (IBQV) entrevistou cerca de mil pessoas em junho deste ano para avaliar o que o Distrito Federal tem de bom para os seus habitantes. Os participantes apontaram 10 motivos mostrando que aqui é um ótimo local para se viver, e outros 10 que os infernizam.

Vale a pena viver no Distrito Federal porque:

A cidade é bem-cuidada, com jardins floridos e limpa;

Tem uma arquitetura arrojada. O traçado urbano é planejado, facilitando a circulação;

Tem qualidade de vida, tornando prazeroso morar aqui;

Há oportunidades de trabalho;

Existem parques que oferecem áreas verdes;

Os eventos culturais aumentam as opções de lazer;

Iniciativas como a implantação das faixas de pedestres e de campanhas educativas possibilitam o exercício de cidadania;

Há boa qualidade do ar;

Há setorização dos serviços públicos.


É difícil viver no Distrito Federal porque:

A falta de segurança pública aumenta a violência urbana;

O transporte público é ineficiente;

As escolas públicas são precárias;

Há dificuldade de atendimento em hospitais públicos;

Faltam estacionamentos públicos;

Há dificuldade no acesso à moradia; aluguel caro;

O alto custo de vida atrapalha;

Falta uma política para acolhimento de meninos de rua.
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.