Parques e aulas ao ar livre são opções de lazer que não pesam no bolso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 02/12/2012 13:53 / atualizado em 02/12/2012 13:18

Mateus Rodrigues, Especial para o Correio

Marcelo Ferreira/CB/D.A Press
Depois de meses de autoconvencimento, você finalmente decide que é hora de mudar de vida. Tira o tênis do armário, pega dicas de culinária com os amigos e começa a pesquisar as academias perto de casa. É quando o castelo começa a desmoronar. A “taxa” de matrícula tem três dígitos, os exames são cobrados à parte, o pacote não inclui aquela aula milagrosa e até a carteirinha magnética tem  preço adicional. Dados do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) mostram que o preço das academias de ginástica no Distrito Federal subiu 17,18% em 2011 — o dobro da média nacional e quase três vezes mais que a inflação geral do mesmo ano, de 4,42%.

Pagar um preço tão alto tem suas vantagens: ambiente climatizado, acompanhamento profissional e até mesmo o peso na consciência em negligenciar um compromisso tão custoso. Mas no Distrito Federal o orçamento apertado não é barreira para mudar de vida. São inúmeros parques, pistas de caminhada e academias populares, ao ar livre e disponíveis para quem quiser colocar as mudanças em prática.

Mesmo com obras destinadas ao bem-estar público atrasadas e, nos espaços concluídos, frequentes  problemas de conservação, muitas áreas públicas do DF contemplam atividades gratuitas para    diversas gerações de brasilienses.

A malha de ciclovias é exemplo da ocupação urbana por áreas de convivência e bem-estar. Segundo a Secretaria de Obras do DF, 170km de vias para ciclistas já foram entregues em Santa Maria, Sudoeste, Recanto das Emas e Ceilândia. Outros 44,5km estão em construção no Plano Piloto; a expansão também atingirá Guará, Paranoá e Gama. A promessa de suportes para bicicletas nos transportes públicos e guichês para aluguel do equipamento ainda não saiu do papel, mas é retomada anualmente. Assim, cada vez mais brasilienses deixam os ônibus lotados e a rotina de engarrafamentos. Sobre duas rodas, unem a necessidade de se locomover pela cidade, à economia do dinheiro da gasolina, do seguro e do IPVA, e ainda ganham saúde.

Quem deseja patinar ou pedalar e não quer enfrentar a selva de carros também pode recorrer aos parques públicos do Distrito Federal. O Parque da Cidade Sarah Kubitschek, na Asa Sul, é o mais frequentado por skatistas, patinadores e atletas de todas as sortes: de maratonistas aos que só caminham no fim de semana. Além do tradicional parque, há opções em Águas Claras, Lago Sul, Sobradinho e   outras regiões. Mais do que espaço para caminhadas, muitos desses lugares  disponibilizam circuitos de exercícios, playgrounds infantis, aulas coletivas, quiosques para repouso e massagens, e quadras de basquete, vôlei, futebol de salão e futebol de areia. E, claro, há sempre o Lago Paranoá, com inúmeras possibilidades para a prática desportiva.

 

Asa Norte
Parque Olhos d´Água

SQN 413/414 e SCLN 414/415
Infraestrutura:  quiosque, pista de caminhada, biblioteca, duas áreas para ginástica, trilha até a nascente, aulas de atividades físicas para a terceira idade
Horário de funcionamento: das 6h às 19h30
Contato:  3349-5793

 

 

Asa Sul
Parque de Uso Múltiplo

613/614 Sul, entre o Colégio Marista e o Iesb
Infraestrutura:  ponto de encontro comunitário, coopervia, banheiros ecológicos, quadras esportivas
Horário de funcionamento:  das 6h às 20h
Contato: 3345-4859

 

Águas Claras
Parque Ecológico
Atrás da Residência Oficial de Águas Claras, entre as quadras 301, 104, 105 e 106 da cidade, próximo à Estação de Metrô Águas Claras
Infraestrutura: quadras poliesportivas, campos de futebol de areia e futevôlei, três parquinhos infantis, pontos de encontro comunitários, circuito inteligente de ginástica, Centro de Educação Ambiental, grupos de ginástica
Horário de funcionamento: das 6h às 22hs
Contato: 3436-7229

 

Lago Sul
Parque Ecológico Dom Bosco

Quadra SHIS QL 30. Setor Habitacional Dom Bosco e junto à orla do Lago Paranoá, nos limites do Setor Ermida Dom Bosco - SEDB
Infraestrutura:  pista de caminhada, trilhas na mata, pista para skate/patins e mirante para o Lago Paranoá
Horário de funcionamento: das 6h às 20h
Contato: 3367-4965

Sobradinho
Parque Ecológico dos Jequitibás

Quadra 10/11, Av. do Contorno, Área Especial nº 4/5, Sobradinho I (entre os Clubes do Sesi e Sodeso)
Infraestrutura:  pista de skate, quadra de basquete, anfiteatro, playground, circuito inteligente de ginástica e ponto de encontro comunitário
Horário de funcionamento:  das 6h30 às 18h
Contato:  3591-4049

Guará
Parque Ecológico Ezechias Heringer

QE 23, Área Especial, Guará II, ao lado do Sesi
Infraestrutura: ponto de encontro comunitário, quadras esportivas, coopervia, playground
Horário de funcionamento:  das 7h às 19h
Contato: 3382-7176

Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.