Colégios devem dar férias aos estudantes durante Copa do Mundo

Mas algumas escolas particulares conseguem liminar para estabelecerem o próprio calendário

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/01/2014 08:00 / atualizado em 09/01/2014 17:59

O maior evento esportivo do mundo ocorrerá este ano no Brasil, e pela Lei Geral da Copa, os colégios brasileiros devem ter o recesso durante o torneio. Porém, a Copa do Mundo, que acontece entre os dias 9 de junho e 13 de julho, não coincide com a data tradicional de recesso escolar, que normalmente ocorre durante o mês de julho, o que gerou mudanças no calendário das escolas.

Os colégios particulares, porém, conseguiram por meio de decisão jurídica que as prórpias instituições de ensino decidam o calendário escolar e se haverá ou não aula nos dias dos jogos.

Segundo a presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe - DF), Fátima de Mello Franco, a decisão foi importante, pois assegura autonomia aos colégios para ministrarem os conteúdos programáticos. “Devido ao calendário de provas como Enem e vestibulares, é importante que os colégios tenham direito em oferecer aulas no período da Copa. Quanto as crianças menores, muitos pais não terão folga durante o evento e não tem com quem deixar os filhos”.

É o caso da vendedora Maria do Rosário e que não terá folga nos dias da competição. “Para minha sorte, o colégio em que meus dois filhos estudam só não terá aulas nos dias de jogos do Brasil e os realizados aqui em Brasília. Seria muito difícil conseguir arranjar alguém para cuidar deles se a escola desse férias durante toda a Copa”, conta a mãe de Lucas, 9 anos, e Henrique, 7 anos.

Outro argumento utilizado por Fátima é o número reduzido de jogos que possivelmente atrapalhariam a rotina dos jovens. “São apenas 12 cidades-sede, sendo que em Brasília, dos sete jogos realizados na cidade, apenas quatro serão durante semana. Parar a educação brasileira por um mês seria desproporcional”, explica.

A sugestão do Sinepe-DF é que os colégios mantenham o calendário normal com folgas apenas nos dias de jogo na cidade ou da seleção brasileira.

Colégios públicos seguem determinação

Segundo a secretaria de educação do DF, os colégios públicos de Brasília seguirão a determinação da Lei da Copa, transferindo o recesso para o período da competição. Para que o número de dias letivos exigidos pelo Ministério da Educação (200 dias) seja mantido, as aulas na rede pública em 2014 se iniciarão no dia 5 de fevereiro e teram seu término no dia 22 de dezembro.

Apesar de algumas reclamações, o calendário beneficiará funcionários da rede pública, como a professora Alexessandra Guerra. “Para nós, a mudança no recesso das escolas ajudam, pois teremos férias no mesmo período”.

Assim, a dica para os pais que planejam viagens ou outras atividades durante a Copa do Mundo é verificar o calendário escolar para que não haja problemas no aproveitamento acadêmico das crianças.

Curiosidade: Tanto África do Sul quanto Alemanha, últimas sedes de Copas do Mundo, não alterararm o calendário escolar durante o evento esportivo.

Confira os dias de jogo na cidade:


- Suiça x Equador - 15/06 - domingo - 13h
- Colômbia x Costa do Marfim - 19/06 - quinta-feira - 13h
- Brasil x Camarões - 23/06 - segunda-feira - 17h
- Portugal x Gana - 26/06 - quinta-feira - 13h
- Oitavas de final - 1E X 2F - 30/06 - segunda-feira - 13h
- Quartas de final - 05/07 - sábado - 13h
- Disputa 3º colocado - 12/07 - sábado - 17h
Tags:
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.