SIGA O
Correio Braziliense

Temer afina relação entre líderes do Congresso para votação do voto aberto

O vice-presidente rejeitou na quinta-feira (5/9) a existência de conflitos e disse que os dois trabalham por um consenso

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2013 09:29 / atualizado em 06/09/2013 09:38

Juliana Braga , Daniela Garcia , Adriana Caitano

O vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), aposta em uma solução negociada entre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) para a tramitação da PEC do voto aberto. Temer rejeitou na quinta-feira (5/9) a existência de conflitos e disse que os dois trabalham por um consenso. Segundo ele, Henrique já teria declarado não se opor à decisão de Renan sobre fatiar a proposta e que os dois estariam apenas se “ajustando”.

Leia mais em Voto Secreto

“Não há divergência nenhuma entre a Câmara e o Senado, pelas conversas que eu tive com o presidente Henrique Alves e o presidente Renan Calheiros. Eles estão se ajustando. Muitas e muitas vezes, existe uma pequena diferença entre a atuação de uma Casa e outra. E, aliás, o Henrique já declarou hoje que, na verdade, não tem objeção nenhuma que o Senado vote como pretende votar”, relatou o presidente em exercício. “Há uma harmonia extraordinária de ambas as Casas”, completou.

A matéria completa está disponível aqui, para assinantes. Para assinar, clique aqui.