Chico Leite insiste na urgência do voto aberto em qualquer ocasião

Em entrevista ao Correio, o deputado afirmou que "quem não tem coragem de manifestar sua opinião não pode representar ninguém"

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/09/2013 09:42 / atualizado em 06/09/2013 09:47

Correio Braziliense/Divulgação


A única missão do voto secreto, segundo o deputado distrital Chico Leite (PT-DF), entrevistado ontem no estúdio do Correio Braziliense, é possibilitar aos parlamentares “fazer do mandato um balcão de negócios em nome de interesses inconfessáveis”. “Aquele que não tem coragem de manifestar sua opinião não pode representar ninguém”, afirmou Leite.

Leia mais notícias no especial Voto Secreto

Embora considere que a aprovação da Proposta de Emenda à Constituição n° 196/2012, que coloca fim ao anonimato nos processos de cassação de mandato, já seria uma vitória, o deputado insistiu na urgência do voto aberto em qualquer ocasião. “Voto secreto só se justifica para o eleitor; para o eleito, nunca.” Assista a íntegra da entrevista: