Vítimas do césio 137 reclamam de falta de assistência

Trinta anos depois de Goiânia sofrer o maior acidente radioativo em área urbana do mundo com o césio 137, as vítimas relembram a tragédia e reclamam da falta de medicamentos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
02 de setembro de 2017
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.