Obra Shrink, do do belga Lawrence Malstaf, propõe ao espectador que se deixe empacotar a vácuo

O trabalho está na mostra Disruptiva, do Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE), no CCBB.

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.
20 de outubro de 2017
Comentários Os comentários não representam a opinião do jornal;
a responsabilidade é do autor da mensagem.