Publicidade

Correio Braziliense

Jornalista do Correio vence GP Ayrton Senna

Paloma Oliveto, da editoria de Brasil, conquista o maior prêmio brasileiro na área de educação com a série “O ABC do atraso”


postado em 05/06/2008 09:52 / atualizado em 05/06/2008 09:53

A jornalista Paloma Oliveto venceu nesta quarta (04/06) a 9ª edição do Grande Prêmio Ayrton Senna de Jornalismo, na categoria Jornal. Autora da série de cinco reportagens “O ABC do atraso”, publicada pelo Correio Braziliense no final de setembro do ano passado, Paloma recebeu ontem o prêmio em São Paulo. A série contou com a colaboração da jornalista Mariana Flores e do fotógrafo Ronaldo de Oliveira, do Correio, e do jornalista Luiz Ribeiro, do Estado de Minas. “O Ayrton Senna representa o maior reconhecimento para quem cobre a área de educação. Fico ainda mais feliz porque o prêmio foi concedido a uma matéria que trata de um problema tão grave quanto a evasão escolar”, afirmou Paloma. As reportagens revelaram um sério problema de aumento da evasão escolar em municípios brasileiros beneficiados pelo programa Bolsa Família — que tem como um dos maiores apelos justamente manter as crianças nas escolas. A série “O ABC do atraso“ surgiu de um levantamento sobre o índice de evasão escolar no país e sobre os municípios que tinham maior número de dependentes do Bolsa Família. O material mostrou que parte expressiva das cidades registrou aumento dos índices de abandono da sala de aula. Para elaborar o material, Paloma viajou a 14 municípios e conseguiu revelar os principais motivos do problema: a falta de transporte escolar, a desvalorização dos professores e a persistente chaga do trabalho infantil. O prêmio foi criado em 1997 pelo Instituto Ayrton Senna. Com o tema Educação para o desenvolvimento humano, a nona edição do prêmio contou com a participação de 359 jornalistas de 160 veículos diferentes, concorrendo em cinco categorias (Revista, Jornal, Rádio, Fotojornalismo e Televisão).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade