Publicidade

Correio Braziliense

Brasil ocupa 15º lugar no ranking mundial de produção científica

 


postado em 08/07/2008 13:53 / atualizado em 08/07/2008 19:58

O ministro da Educação, Fernando Haddad, e o presidente da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superiro (Capes) do MEC, Jorge Guimarães, falaram nesta terça (08/07) sobre a posição do Brasil no ranking mundial da produção científica. De acordo com o MEC, 60% de bolsas de pós-graduação oferecidas pelo governo brasileiro são da Capes. O percentual representa 40 mil concessões no Brasil e 4 mil no exterior. A coordenação avalia e fomenta mais de 3,6 mil cursos de pós-graduação, além de fornecer acesso a mais de dois mil títulos e 126 referenciais de periódicos eletrônicos. O MEC estima que o investimento na área em 2007 foi da ordem de US$ 37,6 milhões e que estejam em andamento 700 projetos de cooperação internacional. O ministro comentou o relatório. "Para a nossa satisfação a cada ano tem aumentado a participação do Brasil em virtude do número de artigos publidos. Saltamos, pela primeira vez, para mais de 2,02% da produção cinetífica", afirmou Haddad. O Brasil ocupa a 15ª posição no ranking dos 40 países com maior produção científica em 2007, de acordo com o levantamento do Institute For Scientific Information (ISE) dos Estados Unidos. Mas a em termos qualitativos o país não acompanha a produção, em qualidade a posição cai para 25º no ranking mundial. » Veja gráficos da pesquisa

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade