Publicidade

Correio Braziliense

Nayara conversa com mãe de Eloá pelo telefone

 


postado em 21/10/2008 16:49 / atualizado em 21/10/2008 17:02

A estudante Nayara Rodrigues da Silva ligou nesta terça-feira (21/10) para a mãe da amiga Eloá Cristina Pimentel, segundo o Centro Hospitalar de Santo André, no ABC paulista, onde a garota está internada desde sexta-feira. Ela se recupera de um ferimento provocado por um tiro que recebeu no rosto enquanto era feita refém pelo o ex-namorado de Eloá, Lindemberg Alves, de 22 anos. O conteúdo da conversa não foi revelado pelo hospital, que também não informou se a ligação ocorreu antes ou após o sepultamento de Eloá, no cemitério Santo André, na Vila Humaitá. Nayara queria ter participado do enterro da amiga, na manhã de desta terça-feira (21/10), mas os médicos a orientaram a não ir por conta de seu quadro clínico e também pela comoção que o caso produziu. A menina, então, pôde ligar para Ana Cristina. Nayara, de 15 anos, deve receber alta na quinta-feira, conforme avaliação médica. Segundo um grupo de psiquiatras e psicólogos que acompanham a estudante, ela não deverá depor ainda, já que está de luto, nem poderá retornar às aulas. Ela recebeu ontem a noticia da morte de Eloá, também de 15 anos. O enterro da ex-namorada de Lindemberg teve a participação de milhares de pessoas que se solidarizaram com a família. Desde a tarde de ontem, uma multidão já esperava o corpo da jovem para acompanhar o velório. Até o começo da manhã de hoje, cerca de 30 mil pessoas haviam passado pelo local, segundo a Guarda Civil Municipal. Ela ficou em poder do namorado por mais de 100 horas, o mais longo cárcere privado da história de São Paulo.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade