Publicidade

Correio Braziliense

Composto homeopático previne e combate a dengue

 


postado em 23/11/2008 17:48 / atualizado em 23/11/2008 17:47

Um composto com princípios ativos que combatem febre, dores no corpo, mal-estar e inflamação pode ajudar evitar a dengue e a curar os sintomas da doença provocada pelo Aedes aegypti. Segundo a farmacêutica homeopata Danyelle Perez, o composto não tem contra-indicação e “o tratamento preventivo deve ser feito durante todo o período de chuvas, quando o risco de epidemia é maior”. A fórmula do composto foi desenvolvida pela médica homeopata Ana Teresa Doria Dreux, do Rio de Janeiro, que divulgou-a na internet no ano passado por causa do surto de dengue na capital carioca. De acordo com Danyelle Perez, que atua em uma farmácia de manipulação em Brasília, o medicamento não garante que a pessoa nunca irá ter dengue, pois “há casos que, mesmo quando a pessoa utiliza a medicação, a doença é contraída, mas com sintomas mais leves". A dosagem e a frequência da medicação deve ser definida por um médico de acordo com o estágio da doença. O tempo de recuperação também varia de acordo com o avanço do problema e o organismo do paciente. O remédio pode ser adquirido em qualquer farmácia que trabalha com homeopatia. Cada embalagem do medicamento, que pode ser produzido na forma líquida, de cápsulas, ou de tabletes, custa em torno de R$ 14,00 e é suficiente, em média, para um mês de uso, no caso de prevenção, e para dez dias, para quem já está com a doença e precisa utilizar uma dosagem maior do composto. O efeito preventivo e de tratamento se dá porque a substância fortalece o sistema imunológico. Como toda homeopatia, o medicamento é elaborado a partir de recursos naturais e "trata a doença pela lei dos semelhantes, estimulando o organismo a reagir contra a enfermidade”, explica a farmacêutica. Ela adverte, no entanto, que o remédio não é válido para a dengue hemorrágica, que exige internação e tratamento específico.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade