Publicidade

Correio Braziliense

Incidências de raios podem continuar em Pernambuco

 


postado em 18/05/2009 11:15 / atualizado em 18/05/2009 11:43

Acidentes com raios, como o que vitimou quatro adolescentes no domingo (17/5) no interior de Pernambuco, podem voltar a acontecer no estado. O alerta é do chefe da Previsão do Tempo do Instituto Nacional de Meteorologia em Pernambuco, Ednaldo Araújo. “Ainda pode acontecer incidências de trovoadas com descargas elétricas principalmente no Agreste e no litoral do estado, uma vez que a atmosfera ainda está quente. Ainda estamos no outono e os fenômenos só não devem acontecer mais no inverno, nos meses de junho, julho e agosto, quando as temperaturas estarão mais amenas”. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o raio, é uma descarga súbita e visível de eletricidade produzida em resposta à intensificação da atividade elétrica existente entre nuvem e solo, entre duas ou mais nuvens, dentro de uma única nuvem, ou entre uma nuvem e a atmosfera. “Temperaturas elevadas associadas a nuvens profundas de alto desenvolvimento vertical são um indício da ocorrência de raios e por isso a população deve tomar alguns cuidados, como evitar ir à praia, rio, à piscina ou a qualquer lugar onde tenha água, como pontos de alagamento. O ideal é se abrigar dentro de casa, mas os cuidados continuam. Mesmo na residência, as pessoas devem desligar todos os aparelhos eletrônicos, principalmente aparelho celular. Acidentes deste tipo são raros, mas acontecem. Não estão descartados”, avisa. Como se proteger: Em caso de chuva forte ou mesmo a proximidade de uma grande precipitação, procurar abrigo em carros não conversíveis, ônibus ou outros veículos metálicos não conversíveis; moradias ou prédios, de preferência que possuam proteção contra raios; abrigos subterrâneos, tais como metros ou túneis; grandes construções com estruturas metálicas; e barcos ou navios metálicos fechados. Dentro de casa evite usar o telefone (a não ser que seja sem fio) e não ficar próximo de tomadas e canos, janelas e portas metálicas. Também deve-se evitar tocar em qualquer equipamento elétrico ligado a rede elétrica. O ideal é desligá-los. Na rua, procurar não segurar objetos metálicos longos, como varas de pesca, tripés e tacos de golfe, e evitar empinar pipas e aeromodelos com fio; andar a cavalo e nadar. Evitar os locais que possam oferecer pouca ou nenhuma proteção contra raios, como pequenas construções não protegidas, como celeiros, tendas ou barracos; veículos sem capota (tratores, motocicletas ou bicicletas) e não estacionar veículos próximos a árvores ou linhas de energia elétrica. Sinais - o próprio corpo dá os sinais de que um raio pode cair a qualquer momento. Os pêlos ficam arrepiados ou a pele começa a coçar. Nesta situação, ajoelhe-se e curve-se para frente, colocando suas mãos nos joelhos e sua cabeça entre eles, sem se deitar no chão.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade