Publicidade

Correio Braziliense

Familiares não participam de ato em homenagem às vítimas do voo 447


postado em 29/06/2009 10:22 / atualizado em 29/06/2009 10:43

Seis navios da Marinha brasileira participam nesta segunda-feira (29/6) da homenagem às vítimas do voo Air France 447: a Fragata Bosísio, que lidera o ato, o navio tanque Gastão Motta, a corveta Jaceguai, o desembocador Doca, o navio patrulha Guaíba e o rebocador Triunfo. Todas as embarcações participaram das buscas aos destroços do avião e aos corpos das vítimas e já estão no litoral recifense.

A cerimônia está sendo realizada esta manhã por um capelão da Marinha a 7 milhas náuticas da costa, uma distância equivalente a 14 km. De acordo com a assessoria de comunicação social da Marinha, primeiro acontece a leitura de um resumo da operação, encerrada na sexta-feira passada e que recuperou 51 corpos dos 228 passageiros e tripulantes do Airbus. Em seguida é realizado um ato ecumênico, coroas de flores são jogadas ao mar e acontece o toque de silêncio, em sinal de luto. Nenhum parente das vítimas participa da homenagem, apesar de todas as famílias brasileiras terem sido convidadas. A decisão foi um boicote dos familiares, que manifestaram revolta em relação ao encerramento das buscas na Imprensa na semana passada. Também participam da cerimônia diversas autoridades da Marinha e técnicos do escritório de investigação francês, o BEA.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade