Publicidade

Correio Braziliense

Ouvidoria pede mais dados para militares sobre escolha dos pontos de escavação de buscas


postado em 09/07/2009 10:44

Formada pelos civis da comissão de buscas enviada ao Araguaia pelo governo, a ouvidoria pediu ontem aos militares que apresentem os documentos que serviram de base para a escolha dos 14 pontos de escavação.


Pediram também que indiquem áreas de enterros clandestinos e convoquem para depoimento militares que reprimiram guerrilheiros, entre eles o major Sebastião Curió.

O comandante da 23ª Brigada de Infantaria de Selva, general Mário Lúcio Araújo, que coordena o grupo de 33 militares e civis, se comprometeu a enviar o pedido ao Ministério da Defesa.

A localização de ossadas de guerrilheiros nos quatro cemitérios visitados ontem pela comissão foi praticamente descartada caso não haja pessoas que indiquem os locais exatos das sepulturas.

Os especialistas civis disseram aos militares que, como três cemitérios continuam ativos, passados quase 40 anos dos sepultamentos, serão achadas milhares de ossadas.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade